Monthly Archives: Novembro 2013

Vencedores do Prémio Nave Especial

Foram hoje anunciados os vencedores da primeira edição do Prémio Nave Especial. Este prémio consiste «no desenvolvimento e comercialização pelas empresas organizadoras de uma aplicação digital com base na proposta vencedora e pagamento de 1500 euros como adiantamento de direitos de autor».

A proposta vencedora na categoria História Digital Ilustrada Infantil foi Guarda-sóis do Brasil, de Teresa Cortez e Wolf Shmid, «pela adequação, no seu todo, ao meio digital a que se destina. A linguagem gráfica das imagens apresentadas permite uma exploração muito alargada e dinâmica das potencialidades do suporte digital», uma declaração do júri, constituído por André Letria (Presidente e representante da Pato Lógico Edições), Tiago Ribeiro (Vogal – representante da Biodroid Entertainment), Paulo Ferreira (Vogal – representante dos Media Digitais), Pedro Campos (Vogal – representante da SPA) e Jorge Silva (Vogal – representante da área das artes e da cultura).

Para saber mais sobre este prémio e sobre a proposta vencedora, visite a página da Nave Especial aqui.

PremioNaveEspecial

Anúncios

Livros para as vítimas do furacão Haiyan

Para além de alimentos, roupa, abrigos e água potável, e para estabelecer um mínimo de rotina a fim de ajudar as famílias a recuperarem depois do devastador furacão Haiyan que atingiu as Filipinas, estão a desenvolver-se esforços para que as crianças possam regressar o mais rapidamente possível à escola. Com a reconstrução de infraestruturas, incluindo escolas e bibliotecas, serão necessários, entre muitas outras coisas, livros. Já a pensar nisso, a Books for Asia, um programa da The Asia Foundation está a organizar uma campanha para angariar fundos com o objetivo de comprar livros infantis e juvenis para as escolas e bibliotecas das zonas que foram severamente atingidas pelo furacão. Saiba como contribuir aqui.

Booksforasia

A nova edição americana da saga Harry Potter

Recentemente, a Scholastic, editora americana, relançou a série completa de Harry Potter com capas novas, ilustradas por Kazu Kibuishi. As capas anteriores tinham ilustrações de Mary GrandPré [que também foram usadas na edição portuguesa, entretanto reimpressa com outras ilustrações (muito menos giras, a meu ver)].

Kazu Kibuishi é um ilustrador e autor best-seller do New York Times da série Amulet, uma novela gráfica para miúdos, e que conta com cinco volumes. Li o primeiro volume e achei interessante, mas gostei sobretudo do desenho e das cores, muito apelativos, fazendo lembrar um pouco os desenhos animados animé, com traços característicos das animações da Disney e dos estúdios Ghibli.  Infelizmente, não está traduzido para português.

amulet1

Para saber mais sobre o trabalho deste autor, poderão visitar a sua página aqui.

Deixo aqui exemplos das capas da nova edição lançada pela Scholastic e ilustrada por Kibuishi. As capas de todos os livros podem ser visualizadas aqui.

HP1-Kibuishi HP2-Kibuishi normal_kkhp-box-back-lg

A livraria «El Dragón Lector», em Madrid

Especializada em literatura para crianças e jovens dos zero aos catorze/quinze anos, a livraria «El Dragón Lector», situada em Madrid, propõe-se promover a leitura entre os mais pequenos e a família através de atividades mensais, como leituras de contos, peças com marionetas, oficinas que ensinam como se faz um livro e lançamentos com autores.

Não deixem de dar um saltinho ao sítio oficial da livraria e, se estiverem por Madrid, não percam a oportunidade de visitar este espaço mágico.

liberiadragon1 libreria-el-dragon-lector_pxl_07bf75c45948ae92ff42f5b2652f6c91

el_dragon_lector1_copy

Prémios – «The Thing About Luck», de Cynthia Kadohata

Acaba de ser distinguida com o National Book Award for Young People’s Literature, a obra «The Thing About Luck», de Cynthia Kadohata. A história é centrada numa rapariga japonesa-americana chamada Summer (Verão) que resolve tentar a sorte para salvar a sua família.  O livro não se encontra editado em Portugal.  Estes prémios são atribuídos pelo National Book Foundation, cujo objetivo é celebrar o melhor da literatura norte-americana.

Para saber mais sobre as restantes obras que estavam nomeadas e sobre estes prémios, visite a página oficial aqui.

ypl_kadohata_luck

«Formar leitores. Os livros imprescindíveis»

É este o tema da 19.º edição dos Encontros Luso-Galaico-Franceses do Livro Infantil e Juvenil, que se realiza no auditório da Escola Superior de Educação do Porto, entre os dias 28 e 29 de novembro. Neste evento serão discutidos os diversos assuntos ligados à literatura para a infância e juventude e à promoção da leitura e a formação de leitores. O encontro contará com a participação de escritores, entre os quais Rita Taborda Duarte, de editores, como Isabel Garcês, do Grupo Leya, e de personalidades da cultura galega e francesa. Poderão saber mais aqui.

Notícia daqui.

Encontrogalaicofrances

Torres de Leitura

A Escola Secundária Henriques Nogueira, em Torres Vedras, será por estes dias a sede de um grande evento cultural, o Torres de Leitura – primeiro de muitos, assim esperamos –, com seis dias recheados de muitas atividades relacionadas com o livro e a leitura. A organização é da Livrododia e do jornalista João Morales (antigo editor da extinta revista Os Meus Livros) e a iniciativa contará, segundo os mesmos, com cerca de «trinta nomes destacados da vida literária e da cultura portuguesa», entre os quais Afonso Cruz, José Jorge Letria, Margarida Fonseca Santos e Miguel Real. A sessão de abertura realiza-se às 10h, do dia 25 de novembro, e às 10h30 está marcada uma visita à escola com Pedro Lamy, piloto português.

Para conhecer todo o programa do evento, visite a página oficial do Torres de Leitura aqui.

Notícia daqui.

torres_leitura

«O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares» tem continuação

Aqueles que gostam de histórias sinistras e fantasmagóricas, não podem deixar de ler O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares, de Ransom Riggs, editado pela Contraponto, em 2012. O livro foi um best-seller do New York Times (esteve cerca de noventa semanas na lista) e agora vai ter uma continuação, com o título Hollow City, a ser editado em janeiro do próximo ano (ainda não se sabe se vai ser publicado em Portugal).

No primeiro livro uma tragédia familiar leva Jacob, de dezasseis anos, a uma ilha remota na costa do País de Gales, onde encontra as ruínas de um lar para crianças. Ao explorar a casa abandonada, Jacob apercebe-se de que as crianças do lar não só eram peculiares, como podiam também ser perigosas. Entre os residentes havia uma rapariga que flutuava no ar e outras duas que comunicavam entre si sem precisarem de falar.

Não se sabe muito sobre o enredo desta nova história, apenas que começa logo a seguir aos eventos do volume anterior e que parte da ação decorre em Londres. O autor, Ransom Riggs, já revelou que deixou várias pontas soltas no primeiro livro e que retomará no segundo volume. Contou ainda que já está a escrever o terceiro.

Os direitos de adaptação ao cinema foram adquiridos pela 20th Century Fox e o argumento está a cargo de Jane Goldman, argumentista do filme X-Men: O Início.

capa_SenhoraPeregrine

«Varjak – Este gato precisa de saber lutar», de SF Said

Varjak Paw é um gato muito curioso, como todos os gatos, e, como todos os gatos, sente vontade de explorar o mundo. Ele vive num casarão, no alto de uma colina, de onde nunca saiu.  A dona é uma velha condessa doente que já mal veem pela casa. A família de Paw não o trata muito bem por ele ser diferente e isso faz com que Varjak tenha uma ânsia especial em se afirmar.

Quando a casa é tomada por um homem com más intenções, acompanhado de dois gatos ameaçadores, o avô Paw pede a Varjak para encontrar um cão e trazê-lo para afastar os invasores. Para o ajudar conta-lhe o segredo do Caminho, as artes marciais dos gatos. Só dominando esta arte é que Varjak poderá enfrentar os perigos do mundo exterior, muito maiores do que ele pode imaginar.

O tom da história é sombrio, a que se juntam as ilustrações a preto e branco, com traços ríspidos que transmitem essa mesma lugubridade algo «Gaimaniana». É interessante acompanhar Varjak enquanto este deixa a sua casa, santuário de conforto, mas sujeito a uma ameaça vinda do exterior, e se aventura na rua onde descobre um mundo que desperta a centelha que tem dentro de si. Pode-se estabelecer aqui um certo paralelismo com o crescimento, quando a criança chega a uma idade em que já se pode aventurar sozinha na rua e fica exposta a uma nova realidade da qual estava protegida, só dependendo de si própria, das suas próprias decisões, para chegar a bom porto, sã e salva.

O enredo é simples, mas as interações de Varjak com as personagens que vai conhecendo na sua jornada e em que se confronta com a vontade de mostrar o seu valor, o medo de rejeição, o preconceito, a lealdade,  e a necessidade de criar laços, acabam por conferir à  história diferentes leituras. Os momentos de ação são aliciantes, com Varjak a dominar cada vez melhor as artes marciais, um conceito invulgar, mas que faz todo o sentido, e o final deixa-nos curiosos por saber o que estará reservado ao nosso gato corajoso no segundo livro, em O Fora da Lei.

Uma leitura empolgante para quem gosta de histórias diferentes de aventuras, com doses equilibradas de ação, com momentos divertidos e de suspense. É capaz de ser demasiado sombrio para miúdos com menos de onze anos, mas é perfeito para jovens a partir dessa idade e para mais crescidos, embora talvez para os adolescentes já não seja tão apelativo.

Varjak