Louisa May Alcott, «uma rapariga muito à frente»

por Catarina Araújo

Louisa May Alcott é uma autora norte-americana do século XIX. A sua obra mais conhecida é As Mulherzinhas, que conta a história de quatro irmãs, Meg, Jo, Beth e Amy, num período em que enfrentam dificuldades económicas com a partida do pai para a guerra. Alcott inspirou-se na sua própria vida para escrever este livro. Segunda filha mais velha de pais trabalhadores, Alcott foi criada entre intelectuais como Henry David Thoreau, um naturalista, Waldo Emerson, Nathaniel Hawthorne e Margaret Fuller. Devido às dificuldades que a família enfrentava, Louisa começou a trabalhar desde cedo. Foi professora, governanta, empregada doméstica e escritora. Publicou o seu primeiro livro em 1849, uma seleção de contos intitulada Flower Fables.

louisa-may-alcott-house

Quando a Guerra Civil Americana rebentou, Alcott serviu como enfermeira entre 1862 e 1863. Nas cartas que escreveu durante este período, a autora criticou a forma como o hospital era gerido e a indiferença dos cirurgiões. Estas cartas, publicadas num jornal abolicionista da época, receberam elogios da crítica, tal como outros escritos que ia publicando, mas só com As Mulherzinhas alcançou verdadeiro sucesso.

Depois de As Mulherzinhas, Alcott escreveu mais livros sobre a família March, como Good Wives (Boas Esposas),  The Little Men, que segue a vida de Jo após criar uma escola juntamente com o marido e Jo’s Boys, o último volume da saga.

Jo March, a personagem principal de As Mulherzinhas, é considerada uma das primeiras grandes heroínas modernas – uma mulher forte, determinada, com ambição, e que luta para ser bem-sucedida num mundo dominado pela crença de que o papel da mulher na sociedade é unicamente o de ser uma boa esposa. Alcott era ela própria feminista. Nunca se casou.

Louisa May Alcott morreu em 1888, deixando uma obra com mais de trinta livros publicados. Mais sobre a escritora aqui.

500_9789895558216_mulherzinhas

Em Portugal, a edição mais recente de As Mulherzinhas, é da Oficina do Livro, de 2011.

O livro teve várias adaptações à televisão e ao cinema, entre as quais em 1933, com Katharine Hepburn no papel de Jo. A mais recente estreou-se em 1994, com Susan Sarandon, Winona Ryder e Kirsten Dunst. Winona Ryder, que encarnou a personagem de Jo March, recebeu uma nomeação para o Óscar de Melhor Atriz.

7673607_sbK3H

 

Outras obras também foram adaptadas à televisão, como The Inheritance (A Herança) e Little Men adaptada a série de televisão em 1998.

Existe inclusivamente um documentário sobre a vida da autora, chamado Louisa May Alcott: The Woman Behind Little Women (A Mulher por trás de As Mulherzinhas) de que se poderão apreciar alguns excertos aqui.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s