Prateleira do fundo: «Capuchinho Vermelho em Manhattan»

por Cristina Dionísio

O Capuchinho Vermelho de Carmen Martín Gaite (1925-2000) é uma menina de dez anos chamada Sara Allen, que vive com os pais num desinteressante bloco de casas em Brooklyn. Com uma imaginação prodigiosa, vibra sempre que vai com a mãe visitar a avó, uma senhora excêntrica e vivaz que mora na bem mais interessante Manhattan, para lhe levarem a tarte de morango caseira da Sr.ª Allen, uma receita de família ultra-secreta, que consegue ser ainda mais deliciosa do que as da famosa cadeia de pastelarias Lobo Doce.

Conhecer Manhattan torna-se uma obsessão para a pequena Sara, que um dia se aventura a ir sozinha levar a tarte de morango da mãe a casa da avó, o que implica atravessar o Central Park. E é no Central Park que conhece Miss Lunatic, uma velha sem-abrigo com uma imaginação tão fértil quanto a sua e que vive no parque na companhia dos pombos.

E se Sara está obcecada com Manhattan, o Sr. Edgar Wolf, o dono da Lobo Doce, procura desesperadamente encontrar a receita de tarte de morango perfeita para poder comercializar nas suas pastelarias. Um dia, ao vaguear pelo Central Park, o Sr. Lobo — perdão, o Sr. Wolf — cruza-se com Sara e esta acaba por oferecer-lhe uma fatia da tarte de morango que vai levar à avó…

capuchinho

Publicado em Portugal pela Relógio d’Água em 1998, esta versão moderna do conto tradicional é uma obra deliciosamente terna e ao mesmo tempo divertida, escrita por um dos grandes nomes da literatura espanhola do século XX.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s