As escolhas de Natal de… Alexandra Martins

E por último, mas não menos especial, nesta nossa maratona de recomendações de presentes para o sapatinho, fica a lista para os leitores adolescentes, com títulos que vão do distópico, ao fantástico e ao realismo contemporâneo.

Esperamos que tenham gostado das obras escolhidas e desejamos que com esta ajudinha este Natal seja cheio de boas histórias.

mazerunner

Maze Runner – Correr ou Morrer, de James Dashner, Editorial Presença

«Quando desperta, não sabe onde se encontra. Sons metálicos, a trepidação, um frio intenso. Sabe que o seu nome é Thomas, mas é tudo. Quando a caixa onde está para bruscamente e uma luz surge do teto que se abre, Thomas percebe que está num elevador e chegou a uma superfície desconhecida. Caras e vozes de rapazes, jovens adolescentes como ele, rodeiam-no, falando entre si. Puxam-no para fora e dão-lhe as boas vindas à Clareira. Mas no fim do seu primeiro dia naquele lugar, acontece algo inesperado – a chegada da primeira e única rapariga, Teresa. E ela traz uma mensagem que mudará todas as regras do jogo.»

Porquê? Este é um livro que me deixou sentadinha na beira da cadeira, prestes a roer as unhas e a fazer voar as páginas tal a velocidade com que as virava. Tão intenso e viciante, mas ao mesmo tempo fluido e leve, permite-nos uma leitura rápida, sem enrolar e sem complicar. Ao mesmo tempo, por ser um livro cuja personagem principal é um rapaz, não se perde demasiado tempo em contemplações sentimentais, o que ajuda a acelerar o ritmo da narrativa. Ideal para oferecer no sapatinho dos rapazes adolescentes que gostam de ação e aventura.

10816214_10204382096005673_67994164_n

Quando a Neve Cai, de John Green, Lauren Myracle e Maureen Johnson, TOPSeller

«Numa cidade isolada por uma das maiores tempestades de neve dos últimos cinquenta anos, três histórias, oito raparigas e rapazes e mais uns quantos caminhos vão cruzar-se num romance brilhante, mágico e divertido, a que não faltarão fragmentos de amor, laços de amizade, uma maratona de filmes do James Bond e beijos muito apaixonados.
Um livro perfeito para quem gosta de histórias de amor e aventura.»

Porquê? Este livro, escrito a três mãos, tem tudo para ser um sucesso como prenda de Natal. Tem romance, aventura, personagens cativantes e, acima de tudo, um espírito muito natalício. Para não dizer que foi escrito por três dos mais bem-sucedidos autores de literatura young adult dos últimos anos. São três contos curtos, mas cujos cenários e personagens se interligam, transformando três histórias diferentes numa leitura única e muito reconfortante neste tempo frio de inverno, mesmo sem haver neve a cair.

10815691_10204382095645664_604037378_n

A primeira regra dos feiticeiros, de Terry Goodkind, Porto Editora

«Richard Cypher é um jovem guia em Hartland, à procura de respostas para o assassinato brutal do pai. Na floresta onde se refugia, encontra uma mulher misteriosa, Kahlan Amnell, que precisa da sua ajuda para fugir aos sequazes do temível Darken Rahl, governante de D’Hara, praticante da mais temível magia negra e um homem ávido por vingança.
Num golpe de verdadeira magia, Richard passa a deter nas suas mãos o destino de três nações e, sobretudo, da própria humanidade. O seu mundo, as suas crenças e a sua própria essência serão abalados e testados, à medida que Richard lida com amigos e inimigos, com a crueldade extrema e a compaixão dedicada, experimentando a paixão, o amor e a raiva, e o seu impacto na missão que lhe é imposta: ser aquele que procura a verdade.»

Porquê? Este livro é um regresso à fantasia pura: um mundo novo, criaturas estranhas, magia, personagens que nos mostram os valores da amizade, da coragem e da integridade. Apesar de não estar catalogado como young adult, é um livro perfeito para jovens que querem dar os primeiros passos no mundo da high fantasy, com uma história linear e pouco complexa, que facilmente encaixa as personagens nas categorias do Bem e do Mal e que nos apresenta um herói puro e verdadeiro, como tem havido pouco na literatura recente.

AProvaDoFerro

A prova do ferro, de Holly Black e Cassandra Clare, Editorial Planeta

«A maior parte dos miúdos faria qualquer coisa para passar na Prova do Ferro. Mas não Callum Hunt. O pai ensinou-o a desconfiar da magia e explicou-lhe que o Magisterium, a escola onde os aprendizes de Magos são treinados, é uma armadilha fatal. Callum tenta fazer o seu melhor para ser o pior de todos os candidatos – mas não consegue falhar. Superada a Prova do Ferro, não lhe resta outra opção, senão entrar para o primeiro de cinco anos de aprendizagem no Magisterium. A Prova do Ferro foi apenas o início, porque o verdadeiro teste ainda está para vir…»

Porquê? Mais um livro cuja autoria é partilhada. A prova do ferro é o primeiro dos cinco volumes que perfazem a saga Magisterium, sendo que cada livro representa um ano na vida do nosso herói Callum Hunt (dos 12 aos 17). Uma saga a fazer lembrar Harry Potter, com algumas similaridades também, mas que tem a sua própria originalidade e que volta a chamar a atenção de um público que começa antes dos dez anos e vai até aos 80. O próximo livro da série chegará a nós em 2015.

500_9789892327365_quando_eramos_mentirosos

Quando éramos mentirosos, de E. Lockhart, ASA

«E se alguém lhe perguntar como acabar este livro… MINTA. A família Sinclair parece perfeita. Ninguém falha, levanta a voz ou cai no ridículo. Os Sinclair são atléticos, atraentes e felizes. A sua fortuna é antiga. Os seus verões são passados numa ilha privada, onde se reúnem todos os anos sem exceção. É sob o encantamento da ilha que Cadence, a mais jovem herdeira da fortuna familiar, comete um erro: apaixona-se desesperadamente. Cadence é brilhante, mas secretamente frágil e atormentada. Gat é determinado, mas abertamente impetuoso e inconveniente. A relação de ambos põe em causa as rígidas normas do clã. E isso simplesmente não pode acontecer. Os Sinclair parecem ter tudo. E têm, de facto. Têm segredos. Escondem tragédias. Vivem mentiras. E a maior de todas as mentiras é tão intolerável que não pode ser revelada. Nem mesmo a si.»

Porquê? Um livro diferente e inesperado, com capítulos curtos e muitos diálogos a tornarem a leitura rápida e fluida, ao mesmo tempo que as intrigas familiares e o mistério que rodeia a narrativa prendem os leitores às páginas do livro. O tom juvenil da narração, no início, rapidamente é substituído por um tom mais sombrio à medida que nos aproximamos de um desfecho muito emocionante, que prova o indubitável talento da autora. Um livro a não perder!

Advertisements

One thought on “As escolhas de Natal de… Alexandra Martins

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s