Madame Doubtfire – o livro que inspirou o filme

madamedoubtfire

por Catarina Araújo

Mrs. Doubtfire é daqueles filmes de família que pais e filhos que cresceram na década de 1990 recordam com carinho, ainda mais porque hoje em dia são uma raridade. A inocência, a palermice, o afeto, o humor, são ingredientes que ajudaram a torná-lo um clássico da cinematografia americana. Grande parte do sucesso do filme deveu-se, no entanto, à interpretação de Robin Williams no papel da excêntrica ama Doubtfire, personagem que tem origens literárias. O argumento do filme foi baseado num livro intitulado Madame Doubtfire, escrito por Anne Fine, uma autora britânica galardoada com inúmeros prémios. A premissa é a mesma do filme – um pai divorciado disfarça-se de ama para poder estar perto dos filhos –, mas o tom da história será bem diferente, mais sério, sendo que o livro é direcionado para adolescentes e jovens adultos. Trata-se de um retrato mais cru do divórcio e das suas consequências em toda a família.

annefine_billsnewfrock

Aliás, os livros de Anne Fine abordam tradicionalmente temas ligados à família, a questões geracionais ou sociais. Em Goggle-Eyes, obra galardoada com o Carnegie Medal de 1989, Anne Fine conta a história de Kitty que tudo faz para que o novo namorado da mãe não se transforme no seu novo padrasto. Ou em Bill’s New Frock, em que um dia Bill acorda e descobre que se transformou numa rapariga. A mãe age como se ele tivesse sido sempre uma rapariga, vestindo-o com um vestido cor de rosa e mandando-o para a escola, numa espécie de situação à freaky friday. Durante um dia Billy vê-se obrigado a ver o mundo da perspetiva das raparigas ganhando um novo respeito pelo sexo feminino.

Anne-Fine-007
(c) The Guardian

Em 2014, Anne Fine foi um dos autores que subscreveram a campanha Let Books be Books, de que também fizeram parte Philip Pullman e Malorie Blackman, criada para apelar às editoras britânicas para deixarem de promover e de rotular os livros infantis e juvenis conforme o género, dividindo-os em títulos «para rapazes» e «para raparigas».

Madame_Doubtfire

Recentemente foi anunciado que Madame Doubtfire será adaptado a musical por três veteranos do teatro e vencedores de prémios Tony (os Óscares do teatro americano): Alan Menken (conhecido pelas composições musicais feitas para A Pequena Sereia, A Bela e o Monstro e Aladino, da Disney), David Zippel (escritor de canções para musicais da Broadway) e Harvey Fierstein (dramaturgo e que interpretou o papel do irmão da personagem de Robin Williams na adaptação ao cinema do livro). A esta altura o espetáculo encontra-se em pré-produção pelo que nenhuma data de estreia foi anunciada.

Para saber mais sobre a autora Anne Fine e a sua obra pode visitar o seu sítio oficial aqui.

A notícia é daqui.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s