Leituras para as Férias Grandes de… Alexandra Martins

Com a chegada do verão, vêm também as férias grandes para os mais jovens, com muito tempo livre para pôr as leituras em dia, seja na praia, no parque ou até mesmo em viagem. Para os «jovens adultos», deixamos aqui algumas sugestões de leitura para as férias.

DiasGloria

Dias de Sangue e Glória, de Laini Taylor (Porto Editora)

Sinopse: Karou, antiga estudante de Arte, quimera revenante e aprendiz de ressurrecionista, tem finalmente as respostas que sempre procurou. Sabe quem é e o que é. Porém, com este conhecimento vem outra verdade que ela daria tudo para desfazer: amou o inimigo e foi traída, e um mundo inteiro sofreu por isso. Agora, sacerdotisa de um castelo de areia numa terra de poeira e estrelas, profundamente só, Karou tenta recriar o universo do seu passado, contribuindo, com a sua dor e a sua mágoa, para a volta gloriosa das quimeras. Porém, sem Akiva, e sem o seu sonho de amor partilhado, o caminho da esperança afigura-se impossível de trilhar. Repleto de desgosto e beleza, segredos e escolhas impossíveis, Dias de Sangue e Glória encontra Karou e Akiva em lados opostos de uma guerra tão antiga como o tempo.

Sugestão: Depois de já aqui ter falado do primeiro livro desta saga e de como o mesmo foi uma lufada de ar fresco no panorama da literatura fantástica, seria impossível não recomendar a leitura deste Dias de Sangue e Glória para fazer crescer a água na boca neste verão. Não ficando em nada atrás do primeiro volume, este livro leva-nos ao patamar seguinte, ao mundo dos anjos e das quimeras e da guerra sem fim entre as duas raças. Um livro para nos fazer viajar nos dias mais quentes.

Maze Runner

Maze Runner: Provas de Fogo, de James Dashner (Editorial Presença)

Sinopse: Atravessar o Labirinto devia ter sido o fim. Acabar-se-iam os enigmas, as variáveis e a fuga desesperada. Thomas tinha a certeza de que, se conseguissem fugir, ele e os Clareirenses teriam as suas vidas de volta. Mas ninguém sabia realmente para que tipo de vida iriam regressar… O segundo volume da série Maze Runner ameaça tornar-se um clássico moderno para os fãs de títulos como Os Jogos da Fome.

Sugestão: Com adaptação cinematográfica prevista para setembro deste ano, o verão é uma excelente altura para ler (ou reler) Maze Runner: Provas de Fogo, o segundo livro da trilogia Maze Runner, que pega na história exatamente onde o primeiro livro nos tinha deixado, mostrando-nos um mundo cada vez mais violento onde os nossos jovens terão de sobreviver se quiserem obter as respostas às muitas perguntas que vão surgindo ao longo do livro. Para ler de uma ponta à outra sentados na beirinha da cadeira e devorando as páginas como quem devora gelados.

rapazesqueamei

A Todos os Rapazes que Amei, de Jenny Han (Topseller)

Sinopse: «Guardo as minhas cartas numa caixa de chapéu verde-azulada que a minha mãe me trouxe de uma loja de antiguidades da Baixa. Não são cartas de amor que alguém me enviou. Não tenho dessas. São cartas que eu escrevi. Há uma por cada rapaz que amei — cinco, ao todo. Quando escrevo, não escondo nada. Escrevo como se ele nunca a fosse ler. Porque na verdade não vai. Exponho nessa carta todos os meus pensamentos secretos, todas as observações cautelosas, tudo o que guardei dentro de mim. Quando acabo de a escrever, fecho-a, endereço-a e depois guardo-a na minha caixa de chapéu verde-azulada. Não são cartas de amor no sentido estrito da palavra. As minhas cartas são para quando já não quero estar apaixonada. São para despedidas. Porque, depois de escrever a minha carta, já não sou consumida por esse amor devorador. Se o amor é como uma possessão, talvez as minhas cartas sejam o meu exorcismo. As minhas cartas libertam-me. Ou pelo menos era para isso que deveriam servir.»

Sugestão: Numa altura em que proliferam os amores de verão, uma história de amor é sempre uma boa aposta para os fins de tarde quentes. No entanto, este livro não é o típico romance, uma vez que a heroína da história não está apaixonada por um rapaz, mas sim desapaixonada por cinco rapazes diferentes: todos aqueles que ela amou e perdeu. E a quem escreveu cartas expondo todos os seus sentimentos, cartas que nunca enviou. Mas o que aconteceria se todas essas cartas chegassem de repente aos seus destinos? Nesse caso, a vida de Lara Jean tornar-se-ia muito mais complicada, mas muito mais interessante para nós leitores!

Complexo_dos_Assassinos

O Complexo dos Assassinos, de Lindsay Cummings (Saída de Emergência)

Sinopse: Um thriller intenso de ação e paixão num cenário futurista onde o número de assassinatos é superior à taxa de natalidade. Meadow Woodson, uma rapariga de 15 anos que foi treinada pelo seu pai para lutar, matar e sobreviver em qualquer situação, reside com a sua família num barco na Florida. O Estado é controlado pelo Complexo Assassino, uma organização que segue e determina a localização de cada cidadão com precisão, provocando o medo e opressão em absoluto. Mas tudo se complica quando Meadow conhece Zephyr James, que é – embora ele não saiba – um dos assassinos programados do Complexo. Será o seu encontro uma coincidência ou parte de uma apavorante estratégia? E conseguirá Zephyr impedir que Meadow descubra a perigosa verdade sobre a sua família?

Sugestão: Já lemos Os Jogos da Fome, já lemos Divergente, já lemos Maze Runner… Está na hora de ler O Complexo dos Assassinos, aclamado pela crítica como sendo o novo grande livro distópico de 2015. E como somos incapazes de virar costas a uma boa distopia, este livro parece-me a escolha ideal para meter no saco da praia, uma vez que se trata de uma leitura rápida, com um bom ritmo narrativo e uma boa dose de violência patente em cada desenvolvimento da história, o que mantém o leitor sempre alerta.

 ese

E se…?, de Randall Munroe (Saída de Emergência)

Sinopse: Milhões de pessoas visitam XKCD.com todas as semanas para ler a vinheta de Randall Munroe. As suas figuras simples e desenhos minimalistas sobre ciência, tecnologia, amor e o sentido da vida têm uma vasta legião de seguidores. Fãs de XKCD colocam a Munroe imensas questões bizarras. E se tentasses bater uma bola de basebol lançada a 90% da velocidade da luz? Se houvesse um apocalipse robótico, quanto tempo duraria a Humanidade na Terra? Na busca de respostas, Munroe opera simulações de computador, analisa dossiês de pesquisa militar confidencial, resolve equações diferenciais e consulta operadores de reatores nucleares. As suas respostas são obras de arte de perspicácia e humor e normalmente preveem a absoluta aniquilação da Humanidade ou uma explosão inimaginável que arrase tudo! E se…? é leitura obrigatória para todos aqueles que adoram os grandes enigmas da vida, da ciência e, claro, perguntas tão absurdas quão divertidas.

Sugestão: Este é um livro hilariante com as suas respostas de humor refinado. Recomendado para todos os leitores, mas em especial para aqueles jovens que dispensam grandes leituras, principalmente quando o tempo convida a outras atividades mais dinâmicas. Mas o dinamismo presente nas páginas deste livro vai fazer valer a pena levá-lo connosco para a beira da piscina ou para o parque. Porque a cada resposta que lemos, queremos saber qual será a pergunta seguinte, sendo impossível parar de ler até chegarmos ao final.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s