Dez filmes que não sabias que eram adaptações de livros

Os livros sempre foram fontes de inspiração para o teatro e o cinema e, muitas vezes, as suas adaptações acabam por ser tão famosas que os livros nos quais foram baseados acabam por ser esquecidos. Por isso, para que possas descobrir os autores originais destas histórias fascinantes, aqui fica uma lista de dez filmes que quase de certeza não sabias que vinham de livros.

JUMANJI

Chris van Allsburg é o nome do autor que escreveu a história de Jumanji, adaptado em 1995 ao cinema, com Robin Williams no papel principal. Em dezembro de 2017 chegará uma nova iteração cinematográfica deste livro, Jumanji: Bem-vindo à Selva, desta vez com Dwaine «The Rock» Johnson num dos papéis principais. Segundo o autor, Chris van Allsburg, o significado da palavra jumanji em zulu quer dizer «muitos efeitos», fazendo alusão às muitas e fascinantes consequências do jogo. A editora Jacareca publicou há pouco tempo o livro em Portugal.

101 DÁLMATAS (101 DALMATIANS)

Quem pensa em 101 Dálmatas pensa imediatamente na longa-metragem animada da Disney, de 1961 (adaptado também a filme em imagem real em 1996), mas a verdade é que foi adaptada de um livro com o mesmo nome, da autoria de Dodie Smith. Publicado em 1956, o livro teve mais tarde uma continuação com o título The Starlight Barking. Não se conhece nenhuma edição portuguesa disponível.

MARY POPPINS

Mais uma vez, o famoso filme da Disney, com a encantadora Julie Andrews no papel da ama mágica, faz esquecer que existe um livro por detrás da película. Recentemente até estreou um filme sobre a autora, P. L. Travers, e como Walt Disney demorou anos a conseguir convencê-la a deixá-lo adaptar a sua obra a uma longa-metragem, em Ao Encontro de Mr. Banks, com Tom Hanks e Emma Thompson. A Relógio D’Água publicou recentemente o livro em Portugal.

DR. DOLITTLE

Talvez os mais novos não conheçam a primeira adaptação cinematográfica deste livro, O Extravagante Dr. Doolitle, de 1967, mas certamente conhecerão a mais recente, com Eddie Murphy no papel do homem que aprende a falar com animais: Dr. Dolittle, de 1998. Escrito por Hugh Lofting, foi publicado em 1920, e ao primeiro título seguiram-se vários outros. Em Portugal não haverá nenhuma edição publicada.

PAPÁ PARA SEMPRE (MRS. DOUBTFIRE)

A interpretação de Robin Williams, no filme de 1993, como o pai que se disfarça de ama inglesa para poder visitar os filhos é inesquecível. Mas o que deveria ser também inesquecível é que o filme é baseado num livro da autoria de Anne Fine. Madame Doubtfire é o título original e foi publicado em 1987, tendo sido nomeado para vários prémios da literatura para a infância. Não se encontra disponível nenhuma edição portuguesa do livro.

SHREK

O ogre mais maldisposto da terra dos contos de fadas foi-nos apresentado na longa-metragem animada da Dreamworks, em 2001, e teve várias sequelas. O livro que serviu de inspiração para o filme é da autoria de William Steig, um cartoonista norte-americano. O livro foi publicado em 1990 e o nome Shrek deriva da palavra germânica Schreck, que quer dizer «medo». O livro nunca terá sido publicado em Portugal.

O GIGANTE DE FERRO (THE IRON GIANT)

O filme animado de Brad Bird, que viria posteriormente a realizar The Incredibles – Os Super Heróis, da Pixar, estreou-se em 1999, e passou por cá um pouco despercebido, tal como o livro em que foi inspirado. Ted Hughes é o autor da obra, cujo título original é The Iron Man, publicado em 1968. Para evitar confusão com o Iron Man da Marvel, o título acabou por ser mais tarde alterado para The Iron Giant. Não se conhece nenhuma edição portuguesa atualmente disponível.

PAI PARA MIM, MÃE PARA TI (THE PARENT TRAP)

Lindsay Lohan tornou-se um fenómeno mundial ao interpretar duas gémeas que, separadas à nascença, se encontram fortuitamente num acampamento e lutam para reunir os pais separados. O famoso filme é baseado no livro Das doppelte Lottchen, de Erich Kästner, publicado em 1949, na Alemanha. Antes do filme de 1998, ainda houve outra adaptação cinematográfica em 1961, As Duas Gémeas, com Hayley Mills a fazer também o papel das gémeas matreiras. Em Portugal não tem de momento nenhuma edição publicada.

UM DIA DE DOIDOS (FREAKY FRIDAY)

E por falar em Lindsay Lohan: em 2003 interpretou uma filha que troca de corpo com a mãe (a atriz Jamie Lee Curtis) numa sexta-feira sem dúvida alguma de doidos. O livro no qual é baseado foi publicado em 1972 e é da autoria de Mary Rodgers. Na versão de 1976, a filha foi interpretada por uma muito novinha Jodie Foster. O livro não tem edição portuguesa.

BAMBI

E para último fica o mais ternurento e ao mesmo tempo traumatizante filme da história da animação da Disney. Trata-se pois da adaptação do livro infantil Bambi: Eine Lebensgeschichte aus dem Walde (Bambi: Uma Vida nos Bosques), do autor austríaco Felix Salten. Publicado em 1923, rapidamente ganhou popularidade, tendo sido publicado em mais de 30 línguas, o que chamou a atenção de Walt Disney, naturalmente. O livro foi publicado em Portugal em 2016 pela E-primatur.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s