Monthly Archives: Agosto 2017

#4 «Uma história por dia, nem sabe o bem que lhe fazia…»

por Alexandra Martins

Todas as noites, a rotina é a mesma: lavar os dentes, banho, cama. Espera, espera! Antes de ir para a caminha, há sempre uma história para contar. Ou duas, ou três… O filhote pede, a mãe acede. Na outra noite, lemos o livro Um nadinha apertados!

793192

O rato finalmente encontrou a casa per-fei-ta! Tem o espaço exato para as suas coisas, nem mais, nem menos. O problema começa quando o rato descobre que partilha a casa com um enorme urso-pardo, um gigantesco crocodilo e um tigre grande e desastrado. De repente, a casa torna-se um nadinha apertada para todos eles.

Esta é uma história muito engraçada, aliando uma narrativa dinâmica com umas ilustrações fantásticas. O livro é um pouco grande (superior a um A4) para ser manuseado pelos mais novos, mas com uma ajudinha dos pais, torna-se a leitura perfeita. O seu ritmo fluído e a linguagem utilizada – em expressões que se repetem, onomatopeias que podemos repetir com os mais pequenos, pontuação que marca o tom que deve ser usado na leitura – fazem deste livro um dos preferidos lá de casa.

Um nadinha apertados!
Autor: Tracey Corderoy
Editora: Minutos de leitura

Anúncios

#3 «Uma história por dia, nem sabe o bem que lhe fazia…»

por Alexandra Martins

Todas as noites, a rotina é a mesma: lavar os dentes, banho, cama. Espera, espera! Antes de ir para a caminha, há sempre uma história para contar. Ou duas, ou três… O filhote pede, a mãe acede. Na outra noite, lemos o livro Os piratas não têm medo do escuro.

793171

O Afonso quer ser um pirata e passar a noite sozinho na tenda que montou no jardim. Recusa, por isso, todas as vezes que a sua irmã mais nova lhe pede para ficar com ele. Afinal, as fadas têm medo do escuro, ao contrário dos piratas. Mas quando, já de noite, a sua lanterna se apaga e se ouvem barulhos muito estranhos do lado de fora da tenda, talvez o Afonso tenha de admitir que os piratas também podem ter um bocadinho de medo do escuro.

Uma história encantadora, com as deliciosas ilustrações de Alison Edgson, que fala das rivalidades e das amizades entre irmãos, da coragem e da importância de assumirmos os nossos medos. Com páginas de folhas finas e um tamanho superior a um A4, é um livro perfeito para ser lido em família, pois tanto filhos como pais vão adorar.

Os piratas não têm medo do escuro
Autor: Maudie Powell-Tuck
Editora: Minutos de leitura

#2 «Uma história por dia, nem sabe o bem que lhe fazia…»

por Alexandra Martins

Todas as noites, a rotina é a mesma: lavar os dentes, banho, cama. Espera, espera! Antes de ir para a caminha, há sempre uma história para contar. Ou duas, ou três… O filhote pede, a mãe acede. Na outra noite, lemos a história d’O Tigre Vagaroso.

Esta tornou-se uma das histórias favoritas dos últimos tempos, com o filhote a pedi-la repetidas vezes. É um livro de folhas grossas e com um ótimo tamanho para ser manuseado pelas mãos mais pequeninas. Tem uma história dinâmica, mas simples, e com um final surpreendente e que nos ensina a todos uma bonita lição.

O-Tigre-Vagaroso

Em O Tigre Vagaroso, a tartaruga faz anos e o seu melhor amigo, o tigre, oferece-lhe um par de patins. Mas o que foi a prenda ideal para a tartaruga, torna-se um grande desafio para o tigre, que agora é mais lento e não gosta nada disso. Engendra então uma série de esquemas para ultrapassar a tartaruga, passando da corrida, aos patins, ao carro, ao barco, à mota – acho mesmo que é este rol de veículos que o tigre usa que encantam o meu filho, viciado em tudo o que tenha rodas – mas tudo falha. É então que o tigre, desanimado, tem uma excelente surpresa. Porque, afinal, na amizade não interessa quem é o mais rápido.

E quem sai a ganhar desta corrida entre o tigre e a tartaruga somos nós e os nossos filhotes, que nos deliciamos com esta leitura inesperada!

O Tigre Vagaroso
Coleção: História inesperada
Autor: Yoyo Studios
Editora: Yoyo Books

# 1 «Uma história por dia, nem sabe o bem que lhe fazia…»

por Alexandra Martins

Todas as noites, a rotina é a mesma: lavar os dentes, banho, cama. Espera, espera! Antes de ir para a caminha, há sempre uma história para contar. Ou duas, ou três… O filhote pede, a mãe acede. Na outra noite, lemos as histórias do Bolinha.

A coleção do Bolinha é extensa e já cá anda há muitos anos. Lembro-me de, em pequena, ter um livro do Bolinha (O Natal do Bolinha) do qual eu gostava muito. Por causa dessa memória feliz, não resisti a comprar para o meu filho alguns livros do Bolinha. Começámos com O Bolinha vai à praia, na altura das férias do ano passado, seguiu-se A festa de anos do Bolinha e, o mais recente, O Bolinha já sabe contar. E temo que não fique por aqui.

O-Bolinha-Vai-a-Praia

É uma coleção muito interessante para estimular os mais pequenos para a leitura. O Bolinha é uma personagem com a qual eles facilmente se identificam, as abas para levantar promovem a interação com o livro e a história, simples e direta, mas sempre divertida, permite criar-lhes o gosto pela leitura. É adequado para todas as idades, preferencialmente a partir de um ano, altura em que já começam a manusear melhor os livros e as páginas de folha fina.

Lá por casa, o Bolinha é, sem dúvida, uma aposta ganha! Já ando a pensar qual será o próximo que vou comprar!

Coleção Bolinha
Autor: Eric Hill
Editora: Editorial Presença