Monthly Archives: Novembro 2017

#12 «Uma história por dia, nem sabe o bem que lhe fazia…»

Todas as noites, a rotina é a mesma: lavar os dentes, banho, cama. Espera, espera! Antes de ir para a caminha, há sempre uma história para contar. Ou duas, ou três… O filhote pede, a mãe acede. Na outra noite, lemos o livro Canções e Histórias de Embalar.

Na verdade, este é um dos livros prediletos do pequeno, por isso lemos estas histórias muitas, muitas vezes. É um livro de capa almofadada, com uma dimensão quadrada e grande e de folha fina que tem 12 histórias intercaladas com 10 canções (as letras das canções estão no livro, as músicas vêm num CD). As histórias são muito engraçadas e interessantes, embora ainda um pouco complexas de mais para uma criança de dois anos. Mas são histórias que os pais facilmente conseguem simplificar e que, aliadas a ilustrações muito bonitas e adequadas à faixa etária, fazem com que os miúdos fiquem presos à narrativa. As músicas são quase todas originais, de ritmo calmo e tranquilo, mas deliciosas para cantar em família.

Um livro muito completo, que permite bons momentos entre pais e filhos, com histórias deliciosas e sempre com uma conclusão simples e ora profunda, ora engraçada. O único problema é quando o nosso filho gosta tanto do livro que nos pede para ler as 12 histórias e as 10 canções antes de ir para a cama. E quando chega ao fim, ainda diz: “outra vez!”

Canções e Histórias de Embalar
Editora: Edições Convite à Música

Anúncios

#11 «Uma história por dia, nem sabe o bem que lhe fazia…»

Todas as noites, a rotina é a mesma: lavar os dentes, banho, cama. Espera, espera! Antes de ir para a caminha, há sempre uma história para contar. Ou duas, ou três… O filhote pede, a mãe acede. Na outra noite, brincámos com o livro Vamos brincar com os animais marinhos.

E digo brincar em vez de ler, porque este livro é composto por 12 páginas cartonadas onde encontramos os diferentes animais partidos em várias peças que, quando montadas, formam um puzzle 3D. Nas duas últimas páginas do livro, temos um cenário (neste caso do fundo do mar) onde podemos brincar com os animais que construímos.

O Tiago adora este livro, pegar nas peças, montar e desmontar, fazer o tubarão nadar pelo ar ou fingir que se pica nas pinças do caranguejo. Quando nos ofereceram, ele ainda não tinha destreza para montar os puzzles sozinho e ainda hoje volta e meia troca as pernas do polvo, mas é muito giro ver o crescimento dele e das suas capacidades motoras cujo desenvolvimento é potenciado por estes livros didáticos. A acompanhar cada animal, um texto curtinho sobre o mesmo, com curiosidades engraçadas.

Um livro que é mais do que isso, é quase um jogo que parte do gosto pela leitura, promove o desenvolvimento da motricidade fina e dá largas à imaginação dos mais pequenos, em mil histórias criadas com os animais construídos. Esta mãe anda a namorar o resto da coleção!

Vamos brincar com os animais marinhos
Editora: Europrice