Category Archives: SOFIA CASTANHEIRA

Sete dicas para pais de leitores relutantes

Filhos de pessoas que leem, dizem os estudos, normalmente também se tornam bons leitores. Contudo, muitos pais debatem-se com estratégias para convencerem os filhos entre os nove e os doze anos a lerem mais. Ficção? Não ficção? Com muitos bonecos, sem bonecos, com jogos ou enigmas para resolver? Escolher para eles ou deixá-los escolher sozinhos? E o que fazer quando começam a ler um livro mas o deixam a meio? E quando o fazem sucessivamente?

A mãe de uma criança leitora deixa alguns conselhos preciosos e úteis para pais de leitores mais relutantes. Resumindo e adaptando, aqui ficam sete dicas.

1. Qual é o mal de deixar um livro, ou vários, a meio?

R: Todos nós o fazemos. Não é motivo para preocupação. Todos testamos diversos géneros até encontrarmos aquele ou aqueles de que mais gostamos.

2. Os livros de que gostamos não têm necessariamente de ser os mesmos de que os nossos filhos gostam.

R: Hoje em dia a variedade de títulos disponíveis é muito maior do que há uns anos. É bom explorar e descobrir novos livros com a criança. Também pode acontecer gostar dos mesmos clássicos. Talvez seja uma questão de haver uma abertura de ambas as partes para o novo e para os velhos clássicos.

3. O seu filho poderá demorar algum tempo até querer livros maiores e mais complexos.

R: Tudo começa pelo princípio. Um livro com muitos bonecos, cheio de ação e aventura, depois passa para um livro com um pouco mais de texto, até por fim se decidir a ler algo mais complicado. Faz parte do crescimento do leitor. É preciso passar por esse processo.

4. Deixe-os ler onde quiserem.

R: O melhor é não obrigar a ler num lugar específico, como por exemplo sentado na cadeira, direito, com o livro sobre a mesa. Nós também não o fazemos.

5. Não critique as suas escolhas de leitura.

R: Se o seu filho tem 12 anos e decide ler um livro infantil que está indicado para 6 anos, tente não criticar a sua escolha, isso pode desencorajá-lo. O melhor é tentar compreender porque escolheu aquela obra e dar-lhe a independência de decidir o que é melhor para si. Nós, adultos, também gostamos de ler livros para crianças, não é verdade?

6. Ler em voz alta.

R: Ler em conjunto pode ser divertido. Enquanto leem em voz alta, vão fazendo paragens para conversar sobre o que se leu. É uma boa forma de estimular a capacidade de interpretação, de refletir sobre algo. É também um bom momento para reforçar vínculos entre pais e filhos.

7. Pedir recomendações.

R: A variedade de obras é tão grande que não será difícil encontrar livros que estimulem nos leitores relutantes o gosto pela leitura. Ir a uma livraria, explorar as prateleiras, conversar com crianças que gostem de ler, tudo isso vai ajudar.

 

Dez filmes que não sabias que eram adaptações de livros

Os livros sempre foram fontes de inspiração para o teatro e o cinema e, muitas vezes, as suas adaptações acabam por ser tão famosas que os livros nos quais foram baseados acabam por ser esquecidos. Por isso, para que possas descobrir os autores originais destas histórias fascinantes, aqui fica uma lista de dez filmes que quase de certeza não sabias que vinham de livros.

JUMANJI

Chris van Allsburg é o nome do autor que escreveu a história de Jumanji, adaptado em 1995 ao cinema, com Robin Williams no papel principal. Em dezembro de 2017 chegará uma nova iteração cinematográfica deste livro, Jumanji: Bem-vindo à Selva, desta vez com Dwaine «The Rock» Johnson num dos papéis principais. Segundo o autor, Chris van Allsburg, o significado da palavra jumanji em zulu quer dizer «muitos efeitos», fazendo alusão às muitas e fascinantes consequências do jogo. A editora Jacareca publicou há pouco tempo o livro em Portugal.

101 DÁLMATAS (101 DALMATIANS)

Quem pensa em 101 Dálmatas pensa imediatamente na longa-metragem animada da Disney, de 1961 (adaptado também a filme em imagem real em 1996), mas a verdade é que foi adaptada de um livro com o mesmo nome, da autoria de Dodie Smith. Publicado em 1956, o livro teve mais tarde uma continuação com o título The Starlight Barking. Não se conhece nenhuma edição portuguesa disponível.

MARY POPPINS

Mais uma vez, o famoso filme da Disney, com a encantadora Julie Andrews no papel da ama mágica, faz esquecer que existe um livro por detrás da película. Recentemente até estreou um filme sobre a autora, P. L. Travers, e como Walt Disney demorou anos a conseguir convencê-la a deixá-lo adaptar a sua obra a uma longa-metragem, em Ao Encontro de Mr. Banks, com Tom Hanks e Emma Thompson. A Relógio D’Água publicou recentemente o livro em Portugal.

DR. DOLITTLE

Talvez os mais novos não conheçam a primeira adaptação cinematográfica deste livro, O Extravagante Dr. Doolitle, de 1967, mas certamente conhecerão a mais recente, com Eddie Murphy no papel do homem que aprende a falar com animais: Dr. Dolittle, de 1998. Escrito por Hugh Lofting, foi publicado em 1920, e ao primeiro título seguiram-se vários outros. Em Portugal não haverá nenhuma edição publicada.

PAPÁ PARA SEMPRE (MRS. DOUBTFIRE)

A interpretação de Robin Williams, no filme de 1993, como o pai que se disfarça de ama inglesa para poder visitar os filhos é inesquecível. Mas o que deveria ser também inesquecível é que o filme é baseado num livro da autoria de Anne Fine. Madame Doubtfire é o título original e foi publicado em 1987, tendo sido nomeado para vários prémios da literatura para a infância. Não se encontra disponível nenhuma edição portuguesa do livro.

SHREK

O ogre mais maldisposto da terra dos contos de fadas foi-nos apresentado na longa-metragem animada da Dreamworks, em 2001, e teve várias sequelas. O livro que serviu de inspiração para o filme é da autoria de William Steig, um cartoonista norte-americano. O livro foi publicado em 1990 e o nome Shrek deriva da palavra germânica Schreck, que quer dizer «medo». O livro nunca terá sido publicado em Portugal.

O GIGANTE DE FERRO (THE IRON GIANT)

O filme animado de Brad Bird, que viria posteriormente a realizar The Incredibles – Os Super Heróis, da Pixar, estreou-se em 1999, e passou por cá um pouco despercebido, tal como o livro em que foi inspirado. Ted Hughes é o autor da obra, cujo título original é The Iron Man, publicado em 1968. Para evitar confusão com o Iron Man da Marvel, o título acabou por ser mais tarde alterado para The Iron Giant. Não se conhece nenhuma edição portuguesa atualmente disponível.

PAI PARA MIM, MÃE PARA TI (THE PARENT TRAP)

Lindsay Lohan tornou-se um fenómeno mundial ao interpretar duas gémeas que, separadas à nascença, se encontram fortuitamente num acampamento e lutam para reunir os pais separados. O famoso filme é baseado no livro Das doppelte Lottchen, de Erich Kästner, publicado em 1949, na Alemanha. Antes do filme de 1998, ainda houve outra adaptação cinematográfica em 1961, As Duas Gémeas, com Hayley Mills a fazer também o papel das gémeas matreiras. Em Portugal não tem de momento nenhuma edição publicada.

UM DIA DE DOIDOS (FREAKY FRIDAY)

E por falar em Lindsay Lohan: em 2003 interpretou uma filha que troca de corpo com a mãe (a atriz Jamie Lee Curtis) numa sexta-feira sem dúvida alguma de doidos. O livro no qual é baseado foi publicado em 1972 e é da autoria de Mary Rodgers. Na versão de 1976, a filha foi interpretada por uma muito novinha Jodie Foster. O livro não tem edição portuguesa.

BAMBI

E para último fica o mais ternurento e ao mesmo tempo traumatizante filme da história da animação da Disney. Trata-se pois da adaptação do livro infantil Bambi: Eine Lebensgeschichte aus dem Walde (Bambi: Uma Vida nos Bosques), do autor austríaco Felix Salten. Publicado em 1923, rapidamente ganhou popularidade, tendo sido publicado em mais de 30 línguas, o que chamou a atenção de Walt Disney, naturalmente. O livro foi publicado em Portugal em 2016 pela E-primatur.

Editoras apostam no infantojuvenil

Em 2017, editoras com catálogos dedicados à literatura para adultos estão agora a apostar no mercado infantojuvenil.

A Bizâncio, criada em 1997, com um extenso catálogo dedicado a áreas como a ciência e a história, abraça este ano um novo projeto a pensar nas crianças, lançando a coleção Meio Palmo_Palmo e Meio. A coleção integrará livros com forte componente didática e os primeiros livros a serem lançados serão O livro que dorme e O livro zangado, com textos de Cédric Ramadier e ilustrações de Vincent Bourgeau, cuja publicação está prevista já para abril.

Para maio, segue-se Como desenhar animais uma galinha, da autoria de Jean-Vincent Sénac, através do qual vamos descobrir como, em apenas três ou quatro rabiscos, uma criança consegue desenhar um animal uma galinha e como isso lhe estimula a imaginação, tornando-se no ponto de partida para criar histórias fantásticas.

galinha

Entre outras novidades, está ainda previsto para outubro a publicação do livro The Big Book of Bugs, de Yoval Zommer, que, através de belas e coloridas ilustrações, nos conta tudo sobre o maravilhoso mundo dos insetos.

bugs

Uma coleção que vem agitar o mercado editorial do infantojuvenil com novos títulos, a par da chancela da Almedina, a Minotauro, que foi reavivada e terá agora também livros dirigidos às crianças. Os primeiros títulos já saíram e entre eles está A última paragem, de Matt de la Peña e Christian Robinson, livro vencedor da medalha Newbery.

UltimaParagem-572x715

Recentemente lançada, a Jacareca, a chancela infantojuvenil da Editora Ítaca, de Isabel Castro Silva, publicou em Portugal Jumanji e O Expresso Polar, ambos da autoria de Chris van Allsburg e considerados clássicos da literatura infantil mundial.

Boas notícias para os leitores mais pequenos!

As escolhas de Natal de… Sofia Castanheira

1507-1-1

Todos Eles Viram um Gato, Brendan Wenzel, Edicare

«Quando vês um gato, o que vês? Nesta gloriosa ode à observação, à curiosidade e à imaginação, BrendanWenzel mostra-nos as várias vidas de um gato, e como ele muda dependendo de quem o vê… Um livro magnífico e surpreendente que nos faz refletir sobre as diversas formas de observar e sentir o mundo.»

Um livro que mostra como é importante colocarmo-nos no lugar dos outros e ver o mundo de diferentes perspetivas.

1507-1-3

Os Dinossauros não vão para a Cama!, Timothy Knapman, Edicare

«Ao fim do dia, todos nos sentimos cansados. Lavamos os dentes, vestimos o pijama e acabamos por ir para a cama… ATÉ os dinossauros! A mãe tenta que o seu filho, muito activo e maluquinho por dinossauros, se prepare para ir para a cama. Mas ele encontra sempre um magnífico dino-motivo para tentar escapar-se! Afinal, se os dinossauros não têm de comer todo o jantar, tomar banho ou lavar os dentes, porque haverá ele de o ter de fazer? Com a hora de deitar a aproximar-se, ele vai-se perdendo cada vez mais no seu mundo imaginativo. Será que a mãe conseguirá que ele feche sequer os olhos?»

Os pais vão reconhecer a história e os filhos mais pequenos vão divertir-se com as tropelias do dinossauro para não ir para a cama. Um livro cheio de cor, perfeito para leitura em conjunto.

9789898205162

Um Bicho Estranho, Mon Daporta e Óscar Villán (Ilustrador), Kalandraka

«Livro de pequeno formato que segue a fórmula dos chamados “contos sem fim”. Um conto para contar, onde a rima e o ritmo são fundamentais, a partir de uma estrutura de oito sílabas que se mantém ao longo de toda a história. Apesar da sua simplicidade do ponto de vista literário e artístico, este livro destaca-se pelo “jogo” que estabelece com as crianças, crianças essas que, por seu intermédio, podem assim descobrir a função lúdica da leitura. E isso porque ao girar o livro e dando a volta à história…»

Um livro diferente que desperta para outras facetas da leitura.

1507-1-2

Natalossauro: O Dinossauro que Salvou o Natal, Tom Fletcher, Nuvem de Letras

«Um menino especial e um dinossauro vivem a história mais fantástica deste Natal! O Natalossauro é um livro sobre amizade, família, sinos, o Pai Natal, duendes cantores, renas voadoras, música e magia. É sobre a descoberta dos desejos mais secretos e aprender que o impossível pode tornar-se possível…»

Uma história ternurenta e divertida, mágica para esta época.

1507-1

Um Rapaz Chamado Natal, Matt Haig, Booksmile

«Um Rapaz Chamado Natal é um livro repleto de magia, perfeito para miúdos e graúdos. Nesta viagem, que tem início na infância pobre e simples do pequeno Nicolau, o autor vai desvendando a verdadeira história do Pai Natal e surpreendendo o leitor com descrições fantásticas e completamente inesperadas. Um livro encantador, divertido e emocionante, com ilustrações sublimes. Uma jornada imperdível onde não faltam elfos, neve, renas, fadas e muitos pozinhos mágicos, capazes de transformar a tristeza em alegria e os “impossíveis” em amor. Sem dúvida, um novo clássico de Natal!»

Presente em diversas listas de melhores livros infantojuvenis do ano, este livro de Matt Haig traz-nos uma história que reinventa a magia do Natal e fará muitos leitores, pequenos e graúdos, sonhar.

Novidades para crianças curiosas

Os livros de histórias são ótimos para estimular a imaginação e a capacidade da criança em se colocar no lugar das personagens, de viver as suas aventuras e compreender as suas experiências. Mas, para um verdadeiro enriquecimento da criança, os livros dedicados ao conhecimento também são importantes, pois promovem a cultura geral, ajudam a tomar consciência do mundo em que vivemos e a estimular a curiosidade pelo saber. Aqui ficam algumas recomendações, dedicados a diferentes temas, para bons momentos de leitura.

Para os pequenos exploradores:

pequenosexploradores

O Grande Livro do Mundo, Yoyo Studios

«Este livro ensina às crianças tudo sobre o mundo.Aprende alguns factos surpreendentes. Os testes muito divertidos e as imagens encantadoras, tornam este mega livro numa obra de referência que se guarda para sempre!»

atlasdecidades

Atlas de Cidades, Georgia Cherry e Martin Haake, Edicare

«Parte numa aventura global com este livro ilustrado de 30 cidades de todo o mundo. Encontra pessoas famosas, edifícios emblemáticos, zonas culturais e destinos para crianças neste livro que é também um guia turístico. Lisboa, Istambul, Nova Iorque ou Tóquio são algumas das cidades apresentadas.»

Para os pequenos investigadores:

comosaofeitas

Como São Feitas as Coisas, de Oldrich Ruzicka e Alexandra Hetmerová, Edições Gailivro

«Sabes como é fabricada uma colher? Antes de ser feita, é preciso obter minério de ferro para a produção de ferro. E antes de se poder fazer ferro, também é preciso extrair carvão e pedra calcária. O carvão tem de ser transformado em coque; o ferro produzido tem de ser refinado para se transformar em aço, e só depois pode ser modelado e moldado numa colher. Até a produção de um objeto aparentemente simples requer o trabalho de muitas pessoas de várias profissões e conhecimento em diversas áreas. O fabrico de pão, de T-shirts e de objetos de vidro simples, por exemplo, é igualmente complexo.

Cada um destes objetos aparentemente vulgares só pode ser produzido a partir de componentes individuais, e cada um destes componentes tem de ser extraído, obtido, fabricado ou produzido por outros meios. Embora este livro trate de objetos de uso diário, graças à descrição de como são produzidos, ficamos a saber muitas outras coisas.»

factosincriveis

Factos Incríveis, Susan Martineau, Booksmile

«Já ouviste falar do Monge Voador? Sabes como funciona a tua bicicleta? Qual é o animal mais gordo do mundo? De fantásticas máquinas voadoras e corajosos exploradores, a efeitos especiais no céu e gigantes fósseis no fundo do mar, este livro, recheado de ilustrações apelativas, ajuda-te a compreender o mundo à tua volta. Perfeito para pequenos pensadores que gostam de grandes ideias! Tudo o que precisas de saber para impressionares os teus pais e amigos.»

Para os pequenos historiadores:

pequena_historia_do_mundo

Pequena História do Mundo, Fernando Garcia Cortázar, Texto Editores

«Queres fazer uma viagem inesquecível pelo tempo e ficar a saber tudo sobre a História do Mundo sem teres de fazer mais nada senão ler este livro? Então junta-te ao Sérgio e vem conhecer as histórias que os seis sábios anunciados por Clio, a musa da História, têm para contar. Sem precisares de máquinas do tempo nem de engenhocas complicadas, vais partir numa viagem que começa na Antiguidade e só acaba nos nossos dias, ao mesmo tempo que dás a volta ao mundo e conheces os maiores protagonistas da História Mundial e os seus feitos. E nem sequer precisas de sair de casa! Basta usares a tua imaginação e deixares-te levar nesta grande aventura.»

granderoma

Grandes Civilizações: Roma, Eva Bargalló, Edicare

«A civilização romana foi uma das mais grandiosas e influentes de toda a humanidade. A cultura, a política ou a engenharia são abordadas aqui, numa mistura de texto, ilustração e realidade aumentada. Neste livro, além dos temas abordados sobre o império romano, a realidade aumentada permite, de forma simples, acessível e gratuita, ver a 3 dimensões as conquistas, os templos, os aquedutos ou a cidade de Pompeia, entre outros.»