Tag Archives: adaptações de livros ao cinema

Sete livros adaptados a filmes a estrear em 2017 [Atualizado]

Os livros são sempre uma fonte de inspiração para argumentistas e cineastas, e, este ano, mais uma vez, serão muitas as obras literárias adaptadas ao cinema. Aqui fica a lista dos livros infantis e juvenis e para jovens adultos cujas estreias cinematográficas estão marcadas para 2017.

MARÇO

beforeifall

Antes de Vos Deixar (9 de março)

Trata-se da adaptação ao cinema do livro da autora Lauren Oliver, Before I Fall. «O que farias se tivesses apenas um dia para viver? Até onde irias para salvar a tua própria vida? Samantha tem tudo: um namorado e três inseparáveis melhores amigas. 6ªfeira, dia 12 de Fevereiro, devia ser por isso mais um dia bom na sua vida. Nada faria suspeitar que iria ser o último… Ao viajarem no Range Rover de Lindsay, no meio de cigarros, i-pods, conversas sobre rapazes e ausência de cintos de segurança, o grupo de amigas sofre um brutal acidente, onde Sam encontra morte imediata. Nesse instante, passa-lhe pelos olhos um episódio de crueldade infantil que ela escondera bem no fundo do seu subconsciente. Tarde demais para remediar a situação: Sam sentiu o choque, a dor excruciante, a escuridão a envolvê-la e o mergulho num nada profundo. É, pois, com grande espanto que, na manhã seguinte, Sam acorda na sua cama, perfeitamente viva. Então percebe que teve uma segunda oportunidade. Sete oportunidades, na realidade, e durante sete dias repetidos.» O livro foi editado por cá em 2011, pela Editorial Presença.

ABRIL

A DOG'S PURPOSE

Juntos para Sempre (6 de abril)

A adaptação cinematográfica deste livro de W. Bruce Cameron, cujo título original é A Dog’s Purpose, chega às salas, com Dennis Quaid num dos papéis principais. «Quantas vidas temos de viver para encontrar o amor? Toby persegue um sonho: amar e ser amado. Serão necessárias várias reencarnações, mas o seu destino está escrito há muito e vai ser cumprido. Em cada reencarnação, ele aprende algo novo. Mas conseguirá a resposta para a grande questão: qual o sentido da vida? Após uma curta e trágica vida de cão vadio, o cachorro Toby fica surpreendido ao perceber que lhe foi dada uma nova oportunidade: o nosso herói nasceu de novo e tem um mundo de possibilidades pela frente. Esperam-no ainda muitas emoções fortes e provações até o verdadeiro desígnio da sua vida lhe ser revelado. No seu desejo de amar e ser amado, Toby protagoniza uma jornada universal. Toby somos todos nós. E todos nós nascemos com um destino para cumprir.» O livro está editado em Portugal pela ASA.

zookeeperheader

O Jardim da Esperança (20 de abril)

«Quando as histórias são reais a sensibilidade do leitor é posta à prova consoante a maior ou menor identificação com o tema. O caso deste livro não é excepção tendo a particularidade de tocar pela beleza e simplicidade a dura passagem pelo holocausto. Baseado no diário de Antonina, mulher de Jan Zabinski, director do Jardim Zoológico de Varsóvia e em outros relatos de sobreviventes concentra-se na ocupação alemã de Varsóvia. Mas a par da crueldade da guerra, a autora dá-nos a conhecer o amor deste casal pelo zoo, a sua tentativa de salvar o maior número de animais possível e de acolher animais bebés na própria casa. Quando os alemães procuram fechar o Jardim Zoológico, Jan propõe-lhes que o transformem numa quinta pecuária, criando porcos para alimentar o exército. E é dessa forma numa perfeita harmonia entre homens refugiados e animais, que o casal Zabinski opera um verdadeiro milagre em prol da defesa do zoo, através da tentativa de salvar as espécies de um fim abrupto. Um relato inesquecível do Holocausto, contado a partir de uma perspectiva inédita mas não menos comovente.» Este livro de Diana Ackerman, cujo título original é The Zookeeper’s Wife, foi editado em Portugal pela Editorial Presença, em 2008. Conta com atores como Jessica Chastain e Daniel Brühl.

MAIO
diary-wimpy-kid-2-858
Diário de um Banana: Assim Vais Longe (19 de maio nos EUA)

The Long Haul é o nono volume da famosa série Wimpy Kid, de Jeff Kinney, e chegará agora ao cinema com novos atores a encarnar as personagens Greg e Rowley, entre outras. «O maior pesadelo do Greg está prestes a acontecer: a mãe organizou uma viagem de carro para toda a família, com a desculpa de que é a melhor forma de passarem tempo juntos. Não há nada que vá fazer o carro voltar para trás, nem mesmo a entrada em cena de um porco à solta ou um ataque de gaivotas assassinas. E quando parece que nada pode piorar a situação, o Greg descobre uma forma de deixar toda a gente à beira de um ataque de nervos. Pois é, Greg, ASSIM VAIS LONGE!» Os livros do Diário de um Banana são editados em Portugal pela Booksmile.

JUNHO

grid-cell-471-1483566402-10

As Aventuras do Capitão Cuecas (1 de junho)

No verão chegará a adaptação deste divertido livro a filme de animação pela Dreamworks. «O George e o Harold são dois rapazinhos espertalhões que, mais do pregar partidas, gostam de produzir os seus próprios livros de banda desenhada. Em conjunto, criaram o maior super herói de banda desenhada da história da sua escola primária – o Capitão Cuecas. As coisas complicam-se quando o director da escola, o Sr. Krupp, tenta acabar com a brincadeira, mas o Capitão Cuecas salta das páginas para resolver as coisas…». Os livros do Capitão Cuecas, da autoria de Dav Pilkey, são editados por cá pela editora Gradiva.

everything-everything

Tudo, Tudo… e Nós (15 de junho)

Esta adaptação ao cinema do popular livro Everything, Everything, de Nicola Yoon, contará com Amandla Stenberg no principal papel. Esta atriz é mais conhecida por ter interpretado o papel da pequena Rue na adaptação ao cinema de Os Jogos da Fome.  «Madeline Whittier observa o mundo pela janela. Tem uma doença rara que a impede de sair de casa. Apesar disso, Maddy leva uma vida tranquila na companhia da mãe e da sua enfermeira – até ao dia em que Olly, um rapaz vestido de preto, se muda para a casa ao lado e os seus olhares se cruzam pela primeira vez. De repente, torna-se impossível para Maddy voltar à velha rotina e ignorar o fascínio do exterior – mesmo que isso ponha a sua vida em risco. Nicola Yoon escreveu um livro comovente com uma mensagem para leitores de todas as idades.» O livro está editado em Portugal pela Editorial Presença.

NOVEMBRO

365077_m1471221071

Milagre (30 de novembro)

Este livro de R. J. Palacio, cujo título original é Wonder, conquistou leitores de todo o mundo. Jacob Tremblay, que se destacou no filme Quarto, interpretará o papel de August. «August nasceu com uma deficiência genética que faz com que o seu rosto seja completamente deformado. Quando nasceu os médicos não tinham esperança de que sobrevivesse, mas sobreviveu. Vários anos e muitas cirurgias depois, August vai, aos 10 anos, enfrentar o maior desfio da sua vida. A escola.
Contado a várias vozes, é uma história emotiva das dificuldades que tem de superar uma criança com uma terrível deformação e um relato do milagre que é a vida.» O livro foi editado em Portugal pela ASA, em 2012.

Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los: o regresso ao mundo da magia, muito para além de Harry Potter

mw-768

Novembro foi mês de regressar ao universo mágico criado pela autora J. K. Rowling. Comecei por ler o livro Harry Potter e a criança amaldiçoada, o guião da peça teatral com o mesmo nome (opinião para breve) e terminei este fim de semana com o filme Monstros Fantásticos e onde encontrá-los, uma espécie de prequela à saga Harry Potter, que parte de um pequeno livro homónimo do filme.

O livro em questão foi lançado em Portugal em 2001, pela Editorial Presença, e consistia na compilação das conclusões do feiticeiro Newt Scamander sobre como encontrar e lidar com criaturas mágicas. O exemplar que estava a ser vendido (e que se encontra atualmente fora de circulação em Portugal; correm rumores de que vai haver uma nova edição) era uma cópia do livro pertencente ao Harry Potter e continha anotações do Harry, do Ron e da Hermione nas margens, fazendo com que um simples guia se tornasse em diversão garantida para os leitores da saga, sem que interferisse com a mesma.

No entanto, agora, volvida mais de uma década, J. K. Rowling uniu-se novamente a David Yates (realizador dos últimos 4 filmes de Harry Potter) para contar a história de Newt Scamander e dos seus monstros fantásticos, muitos anos antes do Rapaz Que Sobreviveu ter sequer nascido. E nós, fãs deste universo mágico, sentimo-nos a voltar a casa durante as duas horas e meia que dura o filme.

A história começa no ano de 1926, com a chegada de Newt Scamander e da sua mala cheia de criaturas mágicas a uma Nova Iorque onde as tensões entre os feiticeiros e os SemMage (pessoas sem magia, o equivalente dos Muggles na América) estão ao rubro. E quando uma série de ataques começa a acontecer ao mesmo tempo que Newt perde a sua mala, a aventura está lançada.

O filme tem um ritmo interessante, o ambiente oscilando entre a euforia dos loucos anos 20 e as sombras de um mundo em constante tensão, com uma história que é um importante preâmbulo para abrir caminho aos filmes que se seguem (vão ser cinco no total). Para mim, o melhor do filme foram as personagens, humanas acima de tudo, que nos cativam com as suas personalidades e com o caminho que trilham – heróis que cometem erros e que os tentam corrigir, vilões que o são por medo e desconhecimento, personagens que não são bem o que aparentam e um Muggle que mostra que é melhor do que muitos feiticeiros. Jacob é, aliás, uma das personagens mais queridas do público e deixa-nos todos a torcer por ele até ao final.

Tudo isto intercalado com muita magia, muita aventura, momentos de muito humor e muitos pequenos detalhes que nos levam invariavelmente a Harry Potter – desde a referência a Albus Dumbledore, ao cachecol de Newt Scamander que tem as cores da sua casa em Hogwarts, os Hufflepuff, e outras que não vou aqui mencionar para não estragar a surpresa.

Para quem é fã de Harry Potter, este é um filme que enche as medidas e que, por não ter base literária, traz consigo a liberdade criativa dos criadores (J. K. Rowling como autora do guião e David Yates como realizador). Para quem não é fã da saga mas gosta de magia, continua a ser um filme a não perder!

4 adaptações de livros ao cinema para ver até ao fim do ano

O verão está a chegar ao fim e agora começa a chamada época da rentrée. Com a aproximação do outono estreiam-se no cinema as grandes apostas de bilheteira, entre as quais filmes adaptados de livros. Aqui ficam os livros infantojuvenis que irão ter uma versão cinematográfica a estrear até ao final do ano.

Setembro
A Casa da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares (29 de setembro)

A muito elogiada obra de Ransom Riggs chegará às salas de cinema pela mão de Tim Burton, com Samuel L. Jackson, Eva Green e Asa Butterfield nos principais papéis. «Uma terrível tragédia familiar leva Jacob, um jovem de dezasseis anos, a uma ilha remota na costa do País de Gales, onde vai encontrar as ruínas do lar para crianças peculiares, criado pela senhora Peregrine. Ao explorar os quartos e corredores abandonados, apercebe-se de que as crianças do lar eram mais do que apenas peculiares; podiam também ser perigosas. É possível que tenham sido mantidas enclausuradas numa ilha quase deserta por um bom motivo. E, por incrível que pareça, podem ainda estar vivas…» Editado em Portugal pela Contraponto.

Outubro
Doutor Estranho (27 de outubro)

A adaptação ao cinema de mais uma banda desenhada da Marvel apresenta-nos agora o Doutor Estranho, um cirurgião que depois de ver a sua carreira destruída é recrutado por um feiticeiro que o treina para defender o mundo de um inimigo mortal.

Novembro
Sete Minutos Depois da Meia-Noite (3 de novembro)

Esta obra inspirada numa ideia original da escritora Siobhan Dowd, que morreu de cancro em 2007, e escrita por Patrick Ness, vencedora de inúmeros prémios, também está a ser adaptada ao cinema e contará com Felicity Jones, Liam Neeson e Sigourney Weaver nos principais papéis. Publicada em Portugal pela Editorial Presença.

Monstros Fantásticos & Onde Encontrá-los (17 de novembro)

O universo Harry Potter está de volta. O pequeno livro de J.K. Rowling é transformado numa nova trilogia, adaptada pela própria autora e realizada por David Yates, responsável pelos últimos filmes da saga Harry Potter. Esta nova aventura conta com atores de peso, como Eddie Redmayne (vencedor do Óscar de Melhor Ator em 2015), Ezra Miller e Colin Farrell. Editado por cá pela Editorial Presença.

 

 

Nove livros adaptados a filmes a estrear em 2016 [Atualizado]

Para continuar a tradição, neste começo de ano aqui fica a lista dos livros infantis e juvenis adaptados ao cinema e cujas estreias estão marcadas para 2016. Desde histórias distópicas até ao regresso ao mágico mundo do universo de Harry Potter, opções não vão faltar, tanto para ver como para (re)ler.

Janeiro

cassie-910x400

A Quinta Vaga (14 de janeiro)

Baseado no best-seller de Rick Yancey, A Quinta Vaga conta-nos a história de uma nave extraterrestre que se «fixa na órbita da terra, à vista de todos mas sem estabelecer qualquer interação. Até que, subitamente, uma gigantesca onda eletromagnética desativa todos os sistemas da Terra, e todas as luzes, comunicações e máquinas deixam de funcionar. A esta primeira vaga seguem-se outras, num crescendo de violência que devasta grande parte da humanidade.» Publicado em Portugal pela Editorial Presença.

Março

allegiantp1_nws3

Convergente: Parte 1 (Março)

O último volume da trilogia best-seller de Veronica Roth chega-nos dividido em duas parte, com a primeira parte a estrear este ano e a segunda em 2017. De regresso estão Shailene Woodley, Theo James, Milles Teller, com nomes como Naomi Watts e Jeff Daniels a juntarem-se ao grupo. Editado em Portugal pela Porto Editora.

Abril

Jon-Favreaus-The-Jungle-Book-Concept-Art-

O Livro da Selva (Abril) [Atualizado]

A Disney continua a adaptar os seus clássicos animados a filmes em imagem real, e O Livro da Selva, baseado na obra de Rudyard Kipling, é o próximo a estrear. Realizado por Jon Favreau (Homem de Ferro, 2008), no filme participam atores como Lupita Nyong’o, Scarlett Johansson, Idris Elba e Bill Murray, que darão voz às personagens Raksha, Kaa, Shere Khan e Baloo, respetivamente. Em Portugal o livro encontra-se editado pela Edições Nelson de Matos e Booksmile.

Junho

alice-2banner

Alice do Outro Lado do Espelho (9 de junho)

Baseado na obra de Lewis Carroll, a Disney regressa ao mundo do País das Maravilhas, reimaginando a história do autor. De regresso estão Johnny Depp, Anne Hathaway, entre outros. A Relógio D’Água tem uma edição que reúne As Aventuras de Alice no País das Maravilhas e Alice do Outro Lado do Espelho num só volume.

Julho

12342778_1019602958081029_2674861364751634753_n

GGG: O Grande Gigante Gentil (Julho)

Steven Spielberg adapta a obra-prima de Roald Dahl, aguardado com grande expectativa. «O GGG é um gigante simpático e foforucho. Na verdade, é o único grande gigante gentil no País dos Gigantes. Todos os outros gigantes são brutamontes bestialmente brutos, e agora o GGG e a sua amiga Sofia têm de os impedir de devorar pequenos cereais humanos – com a ajuda de Sua Majestade, a Rainha de Inglaterra.» Publicado por cá pela Oficina do Livro.

tarzan_shot

A Lenda de Tarzan (Julho)

Tarzan dos Macacos, de Edgar Rice Burroughs, serve de base para este novo filme, que acompanha as aventuras de Tarzan já depois de este ter abandonado a selva. Realizado por David Yates, a personagem de Tarzan será interpretada por Alexander Skarsgård (True Blood). Existe uma edição do livro original em Portugal publicado pela editora Manuel Caldas.

Outubro

a-monster-calls-movie-cast

Sete Minutos Depois da Meia-Noite (Outubro)

Esta obra inspirada numa ideia original da escritora Siobhan Dowd, que morreu de cancro em 2007, e escrita por Patrick Ness, vencedora de inúmeros prémios, também está a ser adaptada ao cinema e contará com Felicity Jones, Liam Neeson e Sigourney Weaver nos principais papéis. Publicada em Portugal pela Editorial Presença.

Novembro

transferir

Monstros Fantásticos & Onde Encontrá-los (17 de novembro)

Regressamos ao universo Harry Potter, mas desta vez num tempo em que o rapazinho de óculos ainda não existia. O pequeno livro de J.K. Rowling é transformado numa nova trilogia, adaptada pela própria autora e realizada por David Yates, responsável pelos últimos filmes da saga Harry Potter. Esta nova aventura conta com atores de peso, como Eddie Redmayne (vencedor do Óscar de Melhor Ator em 2015), Ezra Miller e Colin Farrell. Editado por cá pela Editorial Presença.

Dezembro

11792165_10153491949883633_1099608705898020516_o

O Lar da Senhora Peregrine para Crianças Peculiares (Dezembro)

A muito elogiada obra de Ransom Riggs chegará às salas de cinema no final do ano, num filme realizado por Tim Burton, com Samuel L. Jackson, Eva Green e Asa Butterfield nos principais papéis. «Uma terrível tragédia familiar leva Jacob, um jovem de dezasseis anos, a uma ilha remota na costa do País de Gales, onde vai encontrar as ruínas do lar para crianças peculiares, criado pela senhora Peregrine. Ao explorar os quartos e corredores abandonados, apercebe-se de que as crianças do lar eram mais do que apenas peculiares; podiam também ser perigosas. É possível que tenham sido mantidas enclausuradas numa ilha quase deserta por um bom motivo. E, por incrível que pareça, podem ainda estar vivas…» Editado em Portugal pela Contraponto.

8 adaptações de livros ao cinema para ver até ao fim do ano

Até ao final do ano haverá ainda muitos filmes para ver. E alguns deles são adaptações de obras destinadas a crianças e jovens. Aqui fica a lista dos filmes que aí vêm e que tiveram como inspiração os livros.

Setembro

prova de fogo

Maze Runner: Prova de Fogo (18 de setembro)

Esta é a adaptação do segundo volume da trilogia best-seller de James Dashner, em estreia um ano depois de Maze Runner: Correr ou Morrer. Thomas e os seus amigos conseguiram escapar do Labirinto, mas ainda procuram respostas. Aliando-se a um grupo de resistentes, preparam-se para combater a organização maléfica que os colocou naquele terrível labirinto. Porém, talvez o grupo a que se juntaram não seja exatamente aquilo que parece ser e talvez as provas não tenham, afinal de contas, terminado. Os livros estão publicados em Portugal pela Editorial Presença.

Outubro

pan_filme

Pan: Viagem à Terra do Nunca (15 de outubro)

Em estreia nos cinemas portugueses está uma nova interpretação cinematográfica baseada na obra Peter Pan, de J.M. Barrie, mas desta vez será uma espécie de história de origem de Peter e de como ele chegou à Terra do Nunca. A realização é de Joe Wright (Orgulho e Preconceito, 2005), com Levi Miller, Hugh Jackman, Rooney Mara e Amanda Seyfried nos principais papéis. A obra original de J.M. Barrie encontra-se editada por cá pela Europa-América e Booksmile.

monstrosearrepios_1

Goosebumps – Arrepios (29 de outubro)

O primeiro volume de Goosebumps, de R. L. Stine, foi publicado, pela primeira vez, em 1992, e até 1997 foram lançados 62 volumes, tendo vendido mais de 350 milhões de exemplares em todo o mundo. A série de livros de horror juvenil chegou à televisão em 1995 e teve quatro temporadas.  Em 1998 fez-se uma primeira tentativa de levar os livros ao cinema, com Tim Burton na produção, mas acabou por ser cancelada, e, agora, 17 anos depois, chega finalmente às salas de cinema, com o ator Jack Black num dos papéis principais.

Novembro

earl

Eu, o Earl e a Tal Miúda (15 de novembro)

«A história engraçada e comovente de Greg, um finalista do secundário que está a tentar misturar-se anonimamente, evitando relações mais profundas como uma estratégia de sobrevivência num campo de minas social – a vida de um adolescente. Ele mesmo descreve o seu leal companheiro Earl, com quem faz as curtas-metragens com paródias a filmes clássicos, como mais um “colega de trabalho” do que um melhor amigo. Mas quando a mãe de Greg insiste com ele para passar algum tempo com Rachel – uma miúda da sua turma que acaba de ser diagnosticada com cancro – ele lentamente descobre como os verdadeiros laços de amizade podem ser gratificantes.»
Baseado na obra de Jesse Andrews, a ser editada brevemente em Portugal pela editora Topseller.

revolta_parte2

The Hunger Games: A Revolta – Parte 2 (19 de novembro)

Chega finalmente ao cinema a muito aguardada segunda parte da adaptação do terceiro volume da trilogia best-seller de Suzanne Collins. A Parte 1 foi o filme mais visto em 2014, em Portugal, com 344 mil espectadores, pelo que se espera que a segunda parte também vá levar muitos portugueses ao cinema neste Natal. Estão de regresso Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Elizabeth Banks, Julianne Moore, entre muitos outros. Neste último volume, Katniss Everdeen enfrenta a revolução que mudará Panem para sempre. O livro está editado pela Editorial Presença.

Victor-Frankenstein

Victor Frankenstein (26 de novembro)

Em novembro estreia uma nova adaptação ao cinema da obra de Mary Shelley, com Daniel Radcliffe (Harry Potter) e James McAvoy (Expiação) nos papéis principais. Contado do ponto de vista de Igor, assistente do doutor Frankenstein, conhecemos as suas origens antes de se tornarem lenda. Em Portugal existem várias edições disponíveis de Frankenstein, da Civilização, da ASA e da BIIS.

Dezembro

principezinho_filme

O Principezinho (3 de dezembro)

O clássico incontornável de Antoine de Saint-Exupéry tem encantando milhões de leitores em todo o mundo e o filme de animação que estreia em plena época do Natal, promete encantar também os espetadores. Desde que entrou em domínio público, estão disponíveis muitas edições diferentes em Portugal, de diversas editoras.

charliebrown

Snoopy e Charlie Brown – Peanuts: O Filme (24 de dezembro)

Esta não é uma adaptação de um livro, mas de uma banda desenhada, que se tornou igualmente um clássico, e que chega às salas de cinema na véspera de Natal, perfeito para levar as famílias ao cinema. A obra completa de Charles M. Schulz encontra-se publicada em Portugal pelas Edições Afrontamento.

Dreamworks adapta «The Adventures of Beekle» ao cinema

beekle

A Dreamworks anunciou recentemente que irá adaptar ao cinema de animação o livro The Adventures of Beekle: The Unimaginary Friend, de Dan Santat, galardoado este ano com a medalha Randolph Caldecott, na categoria de livros infantis ilustrados. A história é sobre um amigo imaginário que nasce numa ilha especial, e vive à espera de ser escolhido por uma criança, mas depois de muito esperar, e sem que ninguém o adote, ele resolve embarcar numa viagem para a cidade, onde encontra finalmente uma criança que lhe dá um nome: Beekle.
Jason Reitman (realizador de filmes como Obrigado por fumar, Juno e Nas Nuvens) será o realizador e o argumentista. Este será o seu primeiro filme de animação.

A notícia é daqui.

INSURGENTE: uma adaptação brilhante ou demasiado livre?

Insurgent-2015-Movie-poster

por Alexandra Martins

A adaptação para a tela do livro Insurgente, de Veronica Roth, chegou aos nossos cinemas no passado dia 19 de março, embora com menos pompa e circunstância do que o esperado, talvez por partilhar a data de estreia com o filme Cinderela, da Disney. Ainda assim, os teasers e os trailers já tinham deixado o bichinho da curiosidade e o filme tem tido uma boa adesão por parte do público, em grande parte graças aos leitores desta trilogia, que não perdem a oportunidade de ver os seus heróis no grande ecrã.

E, à semelhança do que já tínhamos visto com o filme Divergente, esta é uma adaptação bastante livre da história que nos conta Roth. Com uma equipa de guionistas e um realizador (Robert Schwentke) novos, aposta-se acima de tudo num filme muito gráfico, muito visual, com cenas a roçar o surreal (por exemplo, aquela que já vimos no teaser trailer, com Tris a tentar salvar a sua mãe num cenário pós-apocalíptico). Embora isso dê uma nova dinâmica ao filme, a verdade é que a forma como a história é contada nada tem de fiel ao livro, no qual somos confrontados também com muitos momentos de introspeção por parte da protagonista. Da mesma forma, personagens que, no livro, têm muito relevo e importância para o desenrolar da história, no filme são relegadas para segundo plano, inclusive as personagens de Marcus Eaton e da sua mulher, Evelyn, que todos julgavam morta e que é uma das maiores surpresas deste segundo volume da saga ao revelar-se como a líder dos Sem Fação.

insurg-duo

Num mundo em que tudo acontece em rápida sucessão, admito que senti a falta do desenvolvimento pessoal das personagens, principalmente das personagens principais. Queria ter visto mais crescimento da Tris, do Four, até do Caleb. A interação entre eles, o evoluir das suas relações, o aprofundar ou quebrar dos laços que os unem… faltou olhar um pouco mais para a forma como estas relações moldam (e irão moldar) a história.

Quem leu o livro e viu agora o filme terá certamente sentido o mesmo, bem como alguma surpresa com as voltas diferentes que a narrativa sofreu. O final, só por si, leva-nos a perguntar o que estará reservado para o terceiro filme desta saga, já que segue um rumo muito diferente daquele que nos foi mostrado no livro.

insurgent-movie-still-four

Assim, resta-nos esperar pelo próximo ano, para finalmente ficarmos a conhecer o final desta trilogia que, não sendo fiel aos livros, se torna uma completa incógnita para o espetador. Será uma adaptação brilhante, ou deixará uma onda de desilusão no ar, como o fez o livro Convergente?

Patrick Ness adapta «A Monster Calls» ao cinema

A Monster Calls. Patrick Ness.

A Monster Calls é um aclamado livro juvenil, escrito por Patrick Ness, com base numa ideia de Siobhan Dowd, uma escritora inglesa e ativista falecida em 2007. A história tem como protagonista um rapaz de doze anos, cuja mãe está às portas da morte, devido a um cancro, e é visitado por um monstro-árvore que lhe conta histórias, permitindo-lhe escapar para um mundo de fantasia.

Siobhan Dowd estava muito doente quando começou a desenvolver esta história, e após a sua morte, a editora convidou Patrick Ness a escrever o livro, tarefa que ele aceitou prontamente. Concluído o texto, coube a Jim Kay conceber as ilustrações. Os dois, escritor e ilustrador, ganharam com esta obra o Carnegie Medal e o Greenaway Medal, um feito nunca antes alcançado.

monster-calls

Entretanto, os direitos de adaptação ao cinema foram adquiridos e o próprio autor, Patrick Ness, ficou responsável pela escrita do argumento. O filme é realizado por Juan Antonio Bayona, vencedor do prémio Goya por O Impossível, de 2012, e conta com atores como Felicity Jones (nomeada este ano para o Óscar de Melhor Atriz por A Teoria de Tudo), Liam Neeson e Sigourney Weaver nos principais papéis. A estreia está prevista para 16 de outubro de 2016.

A tradução portuguesa de A Monster Calls foi lançada em fevereiro pela Editorial Presença com o título Sete Minutos Depois da Meia-Noite. Aqui fica a sinopse:  «A escuridão, o vento, os gritos. O mesmo pesadelo noturno desde que a mãe de Conor ficou doente. Tudo é tão aterrorizador que Conor não se mostra assustado quando uma árvore próxima de sua casa se transforma num monstro… Mas só o monstro sabe que Conor esconde um segredo e é o único a estar ao seu lado nos seus maiores medos. É com ilustrações soberbas que complementam e expandem a beleza do texto que a fantasia e realidade se misturam em Sete Minutos Depois da Meia-Noite

Notícia daqui.

Best-seller «The Terrible Two» poderá ser adaptado ao cinema

the_terrible_two

The Terrible Two conta a história do maior pregador de partidas da escola, Miles Murphy, que ao mudar para uma outra cidade encontra um rival à altura. Foi escrito por Mac Barnett e Jory John, e ilustrado por Kevin Cornell, e foi diretamente para a lista de best-sellers do New York Times na semana de lançamento, em princípios de janeiro. Agora a Universal Pictures comprou os direitos de adaptação ao cinema, com vista a transformá-lo num filme. Os direitos do livro já estão vendidos para vinte e seis idiomas. The Terrible Two é o primeiro volume de uma série de quatro, com o segundo a ser lançado já em janeiro do próximo ano.

Notícia daqui.

Madame Doubtfire – o livro que inspirou o filme

madamedoubtfire

por Catarina Araújo

Mrs. Doubtfire é daqueles filmes de família que pais e filhos que cresceram na década de 1990 recordam com carinho, ainda mais porque hoje em dia são uma raridade. A inocência, a palermice, o afeto, o humor, são ingredientes que ajudaram a torná-lo um clássico da cinematografia americana. Grande parte do sucesso do filme deveu-se, no entanto, à interpretação de Robin Williams no papel da excêntrica ama Doubtfire, personagem que tem origens literárias. O argumento do filme foi baseado num livro intitulado Madame Doubtfire, escrito por Anne Fine, uma autora britânica galardoada com inúmeros prémios. A premissa é a mesma do filme – um pai divorciado disfarça-se de ama para poder estar perto dos filhos –, mas o tom da história será bem diferente, mais sério, sendo que o livro é direcionado para adolescentes e jovens adultos. Trata-se de um retrato mais cru do divórcio e das suas consequências em toda a família.

annefine_billsnewfrock

Aliás, os livros de Anne Fine abordam tradicionalmente temas ligados à família, a questões geracionais ou sociais. Em Goggle-Eyes, obra galardoada com o Carnegie Medal de 1989, Anne Fine conta a história de Kitty que tudo faz para que o novo namorado da mãe não se transforme no seu novo padrasto. Ou em Bill’s New Frock, em que um dia Bill acorda e descobre que se transformou numa rapariga. A mãe age como se ele tivesse sido sempre uma rapariga, vestindo-o com um vestido cor de rosa e mandando-o para a escola, numa espécie de situação à freaky friday. Durante um dia Billy vê-se obrigado a ver o mundo da perspetiva das raparigas ganhando um novo respeito pelo sexo feminino.

Anne-Fine-007
(c) The Guardian

Em 2014, Anne Fine foi um dos autores que subscreveram a campanha Let Books be Books, de que também fizeram parte Philip Pullman e Malorie Blackman, criada para apelar às editoras britânicas para deixarem de promover e de rotular os livros infantis e juvenis conforme o género, dividindo-os em títulos «para rapazes» e «para raparigas».

Madame_Doubtfire

Recentemente foi anunciado que Madame Doubtfire será adaptado a musical por três veteranos do teatro e vencedores de prémios Tony (os Óscares do teatro americano): Alan Menken (conhecido pelas composições musicais feitas para A Pequena Sereia, A Bela e o Monstro e Aladino, da Disney), David Zippel (escritor de canções para musicais da Broadway) e Harvey Fierstein (dramaturgo e que interpretou o papel do irmão da personagem de Robin Williams na adaptação ao cinema do livro). A esta altura o espetáculo encontra-se em pré-produção pelo que nenhuma data de estreia foi anunciada.

Para saber mais sobre a autora Anne Fine e a sua obra pode visitar o seu sítio oficial aqui.

A notícia é daqui.