Tag Archives: Ilustração

Exposição «Os monstros moram em mim»

Convite os monstros moram em mim

A partir do próximo dia 2 de outubro, estará patente na Fábrica do Braço de Prata, em Lisboa, a exposição de ilustração «Os monstros moram em mim». Organizado por Eliana Fernandes e Andreia Oliveira, esta exposição contará com 15 ilustradores, convidados a apresentarem os monstros que moram dentro de si, os monstros que fazem deles humanos. O objetivo é mostrar os medos que habitam em todos nós e aprender formas de ultrapassá-los, não os perdendo para sempre, porque os medos também são importantes, mas sabendo lidar com eles, de maneira a enriquecer-nos e a tornar-nos mais fortes. A exposição decorrerá até 31 de outubro. A entrada é gratuita.

Para mais informações visite a página da exposição aqui.

Anúncios

A cadeira da leitura

Desde 2007 que, todos os anos, Bath, na Inglaterra, é palco de um festival de literatura para crianças. E, todos os anos, a capa do programa do festival tem como tema de fundo uma cadeira vermelha onde diversas personagens dos livros infantis se sentam a ler. Um ilustrador é convidado a reinterpretar essa cadeira e a reunir as suas personagens para um momento de leitura. Aqui ficam algumas das ilustrações feitas até 2015.

Para ver mais, ir aqui.

Bathcover2007_2252768k
[2007 – (c) Martin Brown]
Bathcover2009_2252783k
[2009 – (c) Alex Scheffler]
Bathcover2008_2252773k
[2008 – (c) David Roberts]

Os vencedores dos Bologna Ragazzi Awards 2015

Como reportado na terça-feira, duas editoras portuguesas receberam distinções do Bologna Ragazzi Awards 2015, prémios atribuídos pela Feira Internacional do Livro Infantil de Bolonha, Itália, que decorrerá entre 30 de março e 2 de abril. A lista completa dos vencedores foi entretanto divulgada nas diferentes categorias e são os seguintes:

Ficção:
Flashlight, de Lizi Boyd, Chronicle Books (EUA, 2014)

flashlight_9781452118949_350

Neste livro revela-se o mundo escondido na escuridão com a ajuda de uma lanterna. A cor só é revelada quando inundada com luz e tudo o resto permanece com um colorido cinzento sobre um fundo negro. Um livro «poético» sobre «a curiosidade de uma criança e a superação dos seus medos».

flashlight-int

Não-ficção:
Avant Après, de Matthias Aregui, Ilustrações de Anne-Margot Ramstein, Albin Michel (França, 2013)

avantapre

Um livro sem palavras que nos mostra variadas transições de antes e depois.

Novos Horizontes:
Abecedario, de Ruth Kaufman e Raquel Franco, Ilustrações de Diego Bianki,
Pequeño Editor (Argentina, 2014)

tapa_web_abc

Um livro que ilustra cada palavra com «energia, movimento e personagens cujas ações vão desde a rotina ao absurdo».

A notícia é daqui.

Obras portuguesas distinguidas com o Bologna Ragazzi Award

 

ragazziaward

Lá Fora – Guia para descobrir a Natureza, de Maria Ana Peixe Dias, Inês Teixeira do Rosário e Ricardo P. Carvalho, edição da Planeta Tangerina, foi ontem galardoado com um Bologna Ragazzi Award, na categoria Opera Prima. Este prémio é atribuído anualmente pela Feira do Livro Infantil de Bolonha e distingue trabalhos de autores ou ilustradores que publicam pela primeira vez.

lafora

O júri, composto por Claudia Soeffner (Alemanha), Stefano Salis (Itália), Dinah Fried (EUA), Fanuel Hanan Diaz (Venezuela), explica a sua escolha: «This dense volume is beautifully designed with elegant typography and a bold two-color palette. However, its true beauty lies in contrast of the traditional ‘guidebook’ format and clear scientific explanations with the playful and lyrical illustrations. Lá Fora book is an excellent solution to engage its readers and teach them to admire and respect everything “out there”, just as the title suggests.» Para conhecer melhor este livro, não deixe de visitar a página aqui. A nossa crítica encontra-se aqui.

hojesintome_capa

Hoje Sinto-me…, de Madalena Moniz, publicado pela Orfeu Negro, também foi premiado com uma Menção Honrosa na categoria Opera Prima. Hoje Sinto-me… é-nos descrito como um «livro poético e destemido, com ilustrações pintadas a aguarela e a tinta-da-china, que reinventa as ligações entre palavra e imagem. Ao longo deste abecedário, acompanhamos a nossa personagem e o que ela vai sentindo letra a letra: Audaz, Baralhado, Curioso». Conhecê-lo aqui.

A revista Fábulas felicita as editoras e os autores, e todos os envolvidos, pelos excelentes trabalhos de publicação e pelos prémios mais do que merecidos.

Prémio Compostela para Álbuns Ilustrados 2015

concursocompostela

O Departamento de Educação da Câmara Municipal de Santiago de Compostela, em colaboração com a Kalandraka Editora, lança a oitava edição do Prémio Internacional COMPOSTELA para Álbuns Ilustrados. As obras, que deverão ser originais e inéditas, podem ser apresentadas em qualquer um dos idiomas da Península Ibérica. Não deverão ultrapassar as quarenta páginas. O vencedor verá a sua obra publicada na Kalandraka e receberá nove mil euros de adiantamento de Direitos de Autor (menos impostos). O prazo de entrega dos originais termina a 6 de março.

O regulamento completo pode ser consultado aqui.

Notícia daqui.

Vamos todos ao museu!

«A arte, de facto, expressa sempre sentimentos da infância.»
Leo Lionni

museu

por Ana Ramalhete

No livro O Museu, de Susan Verde, uma menina descreve as diferentes sensações e emoções que a contemplação de cada obra de arte lhe provoca, enquanto se movimenta, inquieta e divertida, ao longo de um passeio pelos vários espaços de um museu. Esta menina e este museu não têm nome, suscitando uma imediata identificação do leitor com a protagonista e com o espaço.

museu3 museu2

O texto é simples, descomplicado e nasceu de um poema que a autora começou a criar para um dos seus filhos, durante a visita a uma exposição, em Nova Iorque. É um texto em aberto que permite desencadear outras narrativas ou qualquer outra continuação. É uma porta escancarada para conversas, pesquisas, leituras, desenhos (ou danças), sobre emoções, cores, artistas, obras de arte … tal como o quadro branco que a menina encontra no final da sua visita lhe suscita a visualização de objectos, situações, sentimentos e a criação de uma obra de arte, sua.

museu4 museu5

As ilustrações de Peter H. Reynolds, executadas em aguarela, acrescentam alegria, expressividade e movimento, contrariando a ideia de que o museu é um local parado, sem vida e recriam obras de arte importantes, como, por exemplo:

Noite estrelada, de Van Gogh

vangogh museu8

A primeira bailarina, de Degas

degas museu7

O grito, de Munch

Munch museu9

Este livro é também um apelo e um convite para uma ida a um museu, e há tantos para visitar! Vamos todos ao museu!

Sobre os autores:
Susan Verde ensina yoga a crianças e vive em Nova Iorque. O sítio online da autora é aqui: www.susanverde.com. Peter Reynolds é ilustrador e vive no Massachusetts. O seu sítio oficial fica em www.peterhreynolds.com

Título: O Museu
Autor: Susan Verde
Ilustração: Peter H. Reynolds
Editora: Editorial Presença

Orfeu Negro publica «Este chapéu não é meu», de Jon Klassen

chapeunaoemeu

A obra vencedora do Caldecott Medal de 2013 e do Kate Greenaway Medal de 2014, This is not my hat, de Jon Klassen, está a chegar a Portugal pela Orfeu Negro. O livro vem na sequência do best-seller I Want My Hat Back, também editado por cá pela Orfeu Negro, com o título Quero o Meu Chapéu, mas desta vez segue a história de um peixinho que encontra um chapéu alto. O que acontece se um peixe gigante acordar e for atrás do chapéu? Em breve nas livrarias.

Aqui encontrarão uma entrevista que o autor deu ao The Guardian sobre o processo de criação da obra (em inglês).

Bloomsbury lança edição ilustrada de «Harry Potter e a Pedra Filosofal»

A Bloomsbury, na Inglaterra, e a Scholastic, nos EUA, preparam-se para lançar uma edição ilustrada do primeiro volume da saga juvenil de J.K. Rowling. As ilustrações estiveram a cargo de Jim Kay, vencedor do Kate Greenaway Medal. A data de lançamento está prevista para 6 de outubro, com capa dura, ilustrações a cores no interior e uma fita marcadora. Tudo o que temos para já dessa edição são estas imagens.

(c) Bloomsbury
(c) Bloomsbury. Por ordem – Ron Weasley, Rubeus Hagrid, Hermione Granger, Draco Malfoy.

Mais informações aqui.

«Adivinha quanto eu gosto de ti» faz 20 anos

500_9789722116244_advinha_quanto_eu_gosto_ti

A obra de Sam McBratney, Adivinha quanto eu gosto de ti, foi publicada em 1995 e desde então vendeu mais de 28 milhões de cópias em todo o mundo. O autor já tinha escrito outros livros antes desse, mas o Adivinha… conquistou um lugar especial entre os leitores que adoraram a história de um pai e o seu filho e comoveram-se com as ilustrações de Anita Jeram, transformando-o num fenómeno de vendas. Entretanto foi traduzido para mais de cinquenta idiomas. Em Portugal está editado pela Editorial Caminho. «Às vezes, quando gostamos muito, muito de alguém, queremos encontrar uma maneira de descrever como os nossos sentimentos são grandes. Mas como descobrem a Pequena Lebre Castanha e Grande Lebre Castanha, o amor não é coisa fácil de medir!» É assim que o livro nos é apresentado, prometendo bons momentos de leitura e de carinho entre pais e filhos ou avós e netos.

Retirado daqui.

«Irmão Lobo» é um dos melhores do ano na Colômbia

irmaolobocolombia

A Planeta Tangerina reportou há dias que a edição colombiana de Irmão Lobo, de Carla Maia de Almeida, com ilustrações de António Jorge Gonçalves, foi escolhida pela revista cultural Arcadia, daquele país, como um dos melhores livros de 2014.  A tradução é de Jerónimo Pizarro. Sem dúvida nenhuma que são muito boas notícias para a literatura infantil e juvenil portuguesa.

Mais informações aqui.