Tag Archives: Novelas gráficas

As melhores novelas gráficas de 2014 nos EUA

Para aqueles leitores mais relutantes, as novelas gráficas podem ser um excelente meio de os convencer que ler é divertido. Se se souber procurar e escolher. Em Portugal não há muitas em português. Mas alguns podem ser encontrados numa lista que elaborei há tempos aqui.
Entretanto a YALSA (Young Adult Library Association) continua a divulgar as listas dos dez melhores livros de diversas categorias para adolescentes nos EUA. Desta vez a lista é de novelas gráficas. Aqui ficam algumas das obras destacadas:

13541584

Will & Whit, de Laura Lee Gulledge

Wilhelmina “Will” Huxstep é muito criativa e debate-se com uma tragédia que se abateu sobre a família. Gosta de construir candeeiros invulgares que a ajudam a enfrentar o seu medo do escuro. No final de um verão na cidade onde vive, nas montanhas, sonha com aventuras com os seus amigos igualmente criativos. Mal sabe ela que o seu sonho será concretizado sob a forma de um carnaval de artes e de um apagão que a forçará a lidar com o seu medo do escuro.

Display

Dogs of War, Sheila Keenan e Nathan Fox

Dogs of War conta as histórias dos heróis caninos que serviram na Primeira e da Segunda Guerras Mundiais e na Guerra do Vietname.

51vPTsUwlCL._SY344_BO1,204,203,200_
Nothing Can Possibly Go Wrong, Prudence Shen e Faith Erin Hicks

Nate e Charlie não eram para ser amigos. Charlie é capitão da equipa de basquetebol e Nate é o neurótico presidente do clube de robótica. Mas a verdade é que são amigos. Pelo menos até Nate declarar guerra contra as chefes de claque. O que está em causa é o financiamento de uma competição de robótica ou de novos uniformes para as claques e não há dinheiro para os dois. Tudo vale para conseguir esse dinheiro e por isso nada pode correr mal!

A lista completa dos dez melhores encontra-se aqui.

A nova edição americana da saga Harry Potter

Recentemente, a Scholastic, editora americana, relançou a série completa de Harry Potter com capas novas, ilustradas por Kazu Kibuishi. As capas anteriores tinham ilustrações de Mary GrandPré [que também foram usadas na edição portuguesa, entretanto reimpressa com outras ilustrações (muito menos giras, a meu ver)].

Kazu Kibuishi é um ilustrador e autor best-seller do New York Times da série Amulet, uma novela gráfica para miúdos, e que conta com cinco volumes. Li o primeiro volume e achei interessante, mas gostei sobretudo do desenho e das cores, muito apelativos, fazendo lembrar um pouco os desenhos animados animé, com traços característicos das animações da Disney e dos estúdios Ghibli.  Infelizmente, não está traduzido para português.

amulet1

Para saber mais sobre o trabalho deste autor, poderão visitar a sua página aqui.

Deixo aqui exemplos das capas da nova edição lançada pela Scholastic e ilustrada por Kibuishi. As capas de todos os livros podem ser visualizadas aqui.

HP1-Kibuishi HP2-Kibuishi normal_kkhp-box-back-lg

Novelas gráficas – leituras para adolescentes

Estava a ler um artigo no The Guardian quando fui parar a um outro em que uma autora, Malorie Blackman, recomendava novelas gráficas para adolescentes. Numa troca de e-mailes com uma amiga, ela estranhou algumas das sugestões da autora, pois não eram de todo para adolescentes. Entre as recomendações de Malorie Blackman encontravam-se Persepolis, de Marjane Satrapi (editado em Portugal pela Contraponto/Bertrand) e Maus, de Art Spiegelman (cujos direitos foram adquiridos pela Bertrand, com data de publicação prevista para a primavera do próximo ano) e Sin City, de Frank Miller. De facto, também me pareceram recomendações um pouco estranhas para adolescentes. Acho que neste caso faria mais sentido se fossem para leitores «Young Adult», tendo em conta que um dos livros sugeridos até tem conteúdo sexual explícito. A lista encontra-se aqui.

Entretanto, resolvi pesquisar nas livrarias online o que há por aí de novelas gráficas mesmo para adolescentes (gosto de novelas gráficas, mas tenho lido muito poucas) e comecei a criar a minha própria lista. Há títulos para miúdos dos doze aos dezasseis/dezassete anos, que tocam temas mais profundos ou que apelam mais ao entretenimento, não deixando contudo de focar assuntos que interessam sempre aos teenagers. Aqui deixo uma seleção (poderia ser outra, mas ficaram estes):

Anya’s Ghost, de Vera Brosgol, sobre uma rapariga cuja nova amiga já há algum tempo se encontra «do outro lado».

ghost

– Morro da Favela, de André Diniz, Edições Polvo, sobre o crescimento de um rapaz numa favela do Rio de Janeiro.

Favela

– María e Eu, de Miguel e María Gallardo, Edições Asa. Maria tem doze anos e é autista. Vive com a mãe em Las palmas, nas Canárias, e quando o pai, que mora em Barcelona, a vai visitar, decide levá-la a passar alguns dias… num resort…

maria_e_eu

I Kill Giants, de Joe Kelly e JM Ken Nimura. Uma rapariga luta contra monstros, tanto verdadeiros, como imaginários.

KillGiants

Lost at Sea, de Bryan Lee O’Malley. Uma adolescente com dificuldade em socializar com pessoas da sua idade é confrontada com os seus maiores receios quando embarca numa viagem com os colegas da escola.

Lostatsea

– Os livros da série Scott Pilgrim, também do autor Bryan Lee O’Malley. Estes estão editados em Portugal pela Booksmile.

scottpilgrim

– As Incríveis Aventuras de Dog Mendonça e Pizzaboy, de Filipe Melo e Juan Cavia, editado pela Tinta-da-China.

aventura-de-dog-mendonc3a7a-e-pizzaboy