Tag Archives: Segunda Guerra Mundial

O Holocausto explicado às crianças

Hoje assinalam-se os setenta anos da libertação do campo de concentração de Auschwitz, onde foram exterminados mais de um milhão de judeus. Um holocausto que, além de judeus, matou milhões de pessoas de outras raças e religiões. Para aquelas crianças que ainda não começaram a estudar a Segunda Guerra Mundial, o dia de hoje pode ser um meio de introduzir o assunto, ou para aqueles que já começaram, a desenvolver os seus conhecimentos da perspetiva da literatura. Nada como falar de um tema através dos livros. Aqui ficam alguns títulos para adolescentes relacionados com a Segunda Grande Guerra.

cherubguerra

A Evasão, CHERUB Henderson’s Boys – livro 1, de Robert Muchamore, Porto Editora

«Estamos no verão de 1940 e o exército de Hitler está a avançar por Paris, obrigando à evasão de milhões de civis franceses. No meio do caos, duas crianças britânicas são perseguidas por agentes alemães. O espião inglês Charles Henderson tenta alcançá-las primeiro, mas só conseguirá fazê-lo com a ajuda de um órfão francês de 12 anos. Os serviços secretos britânicos estão prestes a descobrir que as crianças podem ajudá-los a vencer a guerra.»

o_rapaz_pijama_riscas

O Rapaz do Pijama às Riscas, de John Boyne, Edições ASA

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para o 3.º ciclo, destinado a leitura autónoma.

«Ao regressar da escola um dia, Bruno constata que as suas coisas estão a ser empacotadas. O seu pai tinha sido promovido no trabalho e toda a família tem de deixar a luxuosa casa onde vivia e mudar-se para outra cidade, onde Bruno não encontra ninguém com quem brincar nem nada para fazer. Pior do que isso, a nova casa é delimitada por uma vedação de arame que se estende a perder de vista e que o isola das pessoas que ele consegue ver, através da janela, do outro lado da vedação, as quais, curiosamente, usam todas um pijama às riscas. Como Bruno adora fazer explorações, certo dia, desobedecendo às ordens expressas do pai, resolve investigar até onde vai a vedação. É então que encontra um rapazinho mais ou menos da sua idade, vestido com o pijama às riscas que ele já tinha observado, e que em breve se torna o seu melhor amigo…»

diarioannefrank

O Diário de Anne Frank, de Anne Frank, Livros do Brasil

Um livro incontornável que revela as visões e sentimentos de uma jovem de treze anos que sofre na pele a perseguição aos judeus.

Livro recomendando pelo Plano Nacional de Leitura para o 8.° ano de escolaridade, destinado a leitura orientada – Grau de Dificuldade I.

«Todos conhecem a história profundamente dramática da jovem Anne Frank. Publicado pela primeira vez em 1947, por iniciativa de seu pai, o Diário veio revelar ao mundo o que fora, durante dois longos anos, o dia-a-dia de uma adolescente condenada a uma voluntária auto-reclusão, para tentar escapar à sorte dos judeus que os alemães haviam começado a deportar para supostos «campos de trabalho». Tentativa sem final feliz. Em Agosto de 1944, todos aqueles que estavam escondidos no pequeno anexo secreto onde a jovem habitava foram presos. Após uma breve passagem por Westerbork e Auschwitz, Anne Frank acaba então por ir parar a Bergen-Belsen, onde vem a morrer em Março de 1945, a escassos dois meses do final da guerra na Europa.»

rapariga_roubava_livros

A Rapariga Que Roubava Livros, de Markus Zusak, Editorial Presença

Livro recomendado pelo Plano Nacional de Leitura para o 9.º ano de escolaridade, destinado a leitura orientada – Grau de Dificuldade II.

«Quando a morte nos conta uma história temos todo o interesse em escutá-la. Assumindo o papel de narrador em A Rapariga Que Roubava Livros, vamos ao seu encontro na Alemanha, por ocasião da segunda guerra mundial, onde ela tem uma função muito activa na recolha de almas vítimas do conflito. E é por esta altura que se cruza pela segunda vez com Liesel, uma menina de nove anos de idade, entregue para adopção, que já tinha passado pelos olhos da morte no funeral do seu pequeno irmão. Foi aí que Liesel roubou o seu primeiro livro, o primeiro de muitos pelos quais se apaixonará e que a ajudarão a superar as dificuldades da vida, dando um sentido à sua existência. Quando o roubou, ainda não sabia ler, será com a ajuda do seu pai, um perfeito intérprete de acordeão que passará a saber percorrer o caminho das letras, exorcizando fantasmas do passado.»

longoinverno

O Longo Inverno, de Ruta Sepetys, Contraponto

«Em 1941, Lina, de quinze anos, prepara-se para ingressar na escola de artes e para tudo o que aquele verão lhe pode proporcionar. No entanto, uma noite, a polícia secreta soviética invade a sua casa, levando-a juntamente com a sua mãe e o irmão mais novo. São enviados para a Sibéria. O pai de Lina é separado da família e conduzido a um campo de concentração. Lina decide arriscar tudo e usa a sua arte como forma de enviar mensagens, na esperança de que estas cheguem ao campo prisional onde o seu pai se encontra e lhe transmitam que a sua família ainda está viva. É uma longa e comovente viagem. Apenas a força, o amor e a esperança fazem com que Lina e a família resistam a cada dia. Mas será isso suficiente para os manter vivos?»

Anúncios